Você, repórter: formações de Educação Corporativa ajudam colega a atuar na região

Você, repórter: formações de Educação Corporativa ajudam colega a atuar na região

14h26 - 11/07/2019

A colega Leilane Soares, da Divisão de Ação Ambiental (MAPA.CD), ficou inspirada por uma matéria publicada pelo JIE na última terça-feira (9). Aproveitando uma fala do diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, o jornal mostrou aos seus leitores como o empregado pode contribuir diretamente com a missão de Itaipu. Naquela matéria, publicamos as fotos de Edino Krug (ODRA.CD) sobre as ações ambientais e de desenvolvimento social da Itaipu na região, uma sugestão do próprio empregado.

Motivada pelo relato do colega, Leilane enviou um texto ao Fale com a Imprensa mostrando como a Educação Corporativa da empresa a ajudou a trabalhar nos projetos de desenvolvimento territorial da área de influência da usina. Confira o texto abaixo: 

 

Desde que ingressei na Itaipu Binacional, em 2016, tenho me beneficiado continuamente das ações educacionais da usina. Tanto do ponto de vista de formanda como de formadora. Meu currículo é continuamente enriquecido com temas essenciais a minha prática profissional com temas aprendidos em aulas presenciais como Gestão de Projetos e participação em Fóruns Nacionais e Internacionais focados em minha área de atuação, assim como por meio da educação a distância na plataforma E-learnig de Educação Corporativa da Itaipu Binacional. Os temas disponíveis atualmente na plataforma são diversos. Destaco o curso de Integridade e ética – Compliance que foi disponibilizado a todos os colaboradores em parceria com a Eletrobras no ano de 2017.  

Construção de um domo geodésico durante curso de Gestão de Projetos. Foto: arquivo pessoal

A Educação Corporativa consiste em um projeto de formação desenvolvido pelas empresas, que tem como objetivo “institucionalizar uma cultura de aprendizagem contínua, proporcionando a aquisição de novas competências vinculadas às estratégias empresariais” (Quartiero & Cerny, 2005, p.24). Além disso, Segundo Jeanne Meister (1999), a Educação Corporativa é um “guarda-chuva estratégico para desenvolver e educar funcionários, clientes, fornecedores e comunidade, a fim de cumprir as estratégias da organização” (p.35).

Com esse olhar mais amplo sobre a Educação Corporativa e da expansão da educação para o trabalho, é possível concluir que ações que promovam a implementação dos conhecimentos nas práticas cotidianas têm possibilitado o desenvolvimento territorial da área de influência da usina. Quando realizamos a formação de formadores, desenvolvemos competências consistentes, com a aplicação conjunta de conhecimentos, habilidades e atitudes. 

O projeto de Gestão de Resíduos Sólidos no território no qual tenho atuado na IB em 55 municípios me habilita a atuar com esse “guarda-chuva” estratégico que é a Educação Corporativa, possibilitando a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas formações internas para o desenvolvimento regional. Isso acontece por meio de ações educacionais que vão do desenvolvimento de competências essenciais (comunicação, liderança e trabalho em equipe) – voltado para os catadores de materiais recicláveis – até o desenvolvimento de competências mais técnicas e específicas sobre saneamento e reciclagem para gestores públicos ambientais. 

Pedagoga de formação e especialista em Educação Corporativa e Educação a Distância, Leilane Soares (MAPA.CD) atua no Projeto Coleta Solidária da Itaipu.

 


Se você também quer fazer uma sugestão para o JIE, escreva para nós por meio do Fale com a Imprensa, disponível na capa do jornal (acima, à direita) ou neste link https://jie.itaipu/formul%C3%A1rios/fale-com-imprensa.

Ajude a fazer o jornal pensado para os empregados e as empregadas de Itaipu, por meio da participação no Você, repórter!

Versão para impressão