Turismo: áreas são chamadas a trabalhar em conjunto pela reestruturação do setor

Turismo: áreas são chamadas a trabalhar em conjunto pela reestruturação do setor

15h24 - 09/09/2019

Representantes de diversas áreas participaram da reunião. Fotos: Silvana Gomes.

O Turismo de Itaipu nunca esteve tão alinhado. Na última sexta-feira, 6, todas as diretorias da usina foram chamadas a participar de uma reunião de alinhamento estratégico do setor, que inclui uma gestão transversal entre a própria hidrelétrica e o Parque Tecnológico Itaipu, por meio do Complexo Turístico Itaipu (CTI). O encontro foi realizado na sala VIP do Centro de Recepção de Visitantes.

Cada um tem um papel fundamental nesse processo, que é consolidar o segmento como modelo, sustentável e cada vez mais atraente para o turista e o morador. "Itaipu recebe mais de um milhão de visitantes por ano e quer que essa experiência tenha valor agregado e seja inesquecível de fato", disse o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

A partir de agora, essas reuniões internas serão comuns: "A ideia é que todos os envolvidos com o turismo da usina, direta ou indiretamente, ajudem com sugestões e apoiem o trabalho de requalificação desse segmento tão importante para a imagem da Itaipu e, por consequência, de toda a região, agregando à visitação conhecimento, história, tecnologia e beleza", complementou Silva e Luna.  

Alinhamento é importante para que as mudanças sejam feitas sem atropelo. 

Segundo ele, a Itaipu por si só, pelo seu gigantismo e obra sem igual, já causa grande interesse no público. "Quando investimos no turismo de qualidade, estamos sendo coerentes com as diretrizes dessa gestão de imprimir legado em todas as obras que tenham o DNA de Itaipu."

Os participantes receberam um primeiro esboço do plano diretor de obras, que precisa ainda ser detalhado e discutido em projeto e orçamento, e o planejamento estratégico do Complexo Turístico Itaipu. Agora, com esse material em mãos, a Itaipu vai poder definir quais as prioridades de investimento. No futuro, os atrativos passarão por uma grande revitalização, mudando toda a experiência de visitação à usina.  

"Esse alinhamento é muito importante para que as mudanças sejam feitas sem atropelos, respeitando as diretrizes de cada área", explicou o diretor financeiro do Parque Tecnológico Itaipu, Flaviano da Costa Masnik. 

Flaviano se refere a possíveis obras que serão feitas de melhorias dos atrativos, como no caso do Mirante do Vertedouro. A área receberá uma nova roupagem e estará mais preparada para receber o visitante, sem o apelo do vertedouro aberto, que ocorre em situações esporádicas. 

Segundo a superintendente de Comunicação Social da Itaipu e chefe da Assessoria de Turismo, Patrícia Iunovich, "esse primeiro encontro, que marca uma nova era nas discussões sobre o segmento dentro da própria usina, foi um grande start para o novo salto que se espera do setor turístico da empresa”. E acrescentou: “Melhorando nosso turismo, estamos ajudando o Destino Iguaçu como um todo”.

Para o gerente geral do Complexo Turístico Itaipu, Yuri Benites, esse é um marco para o Turismo Itaipu. "Pela primeira vez, as superintendências de diversas áreas responsáveis e impactadas com o turismo na usina se reúnem para iniciar um plano integrado e participativo, com o objetivo de agregar ainda mais qualidade e conteúdo à experiência do visitante."

Versão para impressão