Superintendência de Manutenção faz 85 treinamentos interníssimos em 2018

Superintendência de Manutenção faz 85 treinamentos interníssimos em 2018

16h48 - 10/12/2018

Um grupo de nove colegas da Divisão de Manutenção de Equipamentos de Geração (SMMT.DT) participou, no final do mês passado, de um treinamento interníssimo sobre desmontagem, ajuste e montagem de seccionadoras da Subestação Blindada a Gás (GIS). Este foi um dos 85 treinamentos interníssimos realizados pela Superintendência de Manutenção (SM.DT) em 2018.

Treinamentos interníssimos somam quase 10 mil horas em 2018.

Já é tradição na SM.DT a realização de treinamentos interníssimos, que utiliza os profissionais do próprio quadro para ministrar os cursos. Considerado prioritário na área, este tipo de treinamento, além de capacitar os participantes, possibilita que os instrutores se aprimorem nos assuntos a serem abordados. Em 2018 somando o tempo que cada participante esteve em treinamento, foram quase 10.000 horas com um total 1.099 alunos (vários fizeram mais que um curso durante o ano).

Na planilha, Dougas organiza todos os treinamentos do ano. Para 2019, já estão previstos 63.

“Os treinamentos são previamente programados conforme necessidade de cada área e, posteriormente, ficam disponíveis para os empregados da superintendência”, explica Douglas Ostroski, responsável pela organização das capacitações da SM.DT. Segundo ele, a Divisão de Desenvolvimento de Recursos Humanos (RHDD.AD) apoia os interníssimos na organização, promovendo inclusive a capacitação dos instrutores. 

Primeira parte do treinamento foi feito em sala de aula.

De acordo com o instrutor do treinamento, o técnico especializado Eleceu Barz (SMMT.DT), que tem 31 anos de Itaipu, a capacitação é necessária não só para preparar os novos empregados, mas também para fazer a reciclagem dos colegas da antiga. “O treinamento ajuda a alinhar as práticas de nossa rotina. A tendência sempre é de as pessoas desviarem da norma, adaptarem sua forma de trabalhar. Esta reciclagem serve para realinhar o trajeto”, ilustra.

Na GIS, os participantes tiveram a aula prática.

O curso foi dividido em aulas teóricas, no 3º piso do Edifício de Produção, e práticas, na própria GIS. Os participantes desmontaram uma seccionadora, treinaram os ajustes que devem ser feitos e, depois, remontaram o equipamento. Para o treinamento foi usada uma peça reserva, do Almoxarifado.

As seccionadoras da Subestação Blindada a Gás (GIS).

“É um trabalho sério, porque a poucos centímetros de sua mão estão passando 500 mil Volts”, explica Eleceu. “Embora esteja confinado, o risco elétrico sempre vai estar presente. O que não podemos é perder o controle sobre ele”.

Para 2019, a SM.DT já tem programada a realização de 63 treinamentos interníssimos.

O JIE Publicou

Curso para formação de educadores ganha novo formato

Manutenção treina “professores”

De colegas para colegas: o talento de compartilhar conhecimentos na Itaipu

Curso para formação de educadores ganha novo formato
 

Versão para impressão