Silva e Luna discute projetos de desenvolvimento com prefeito de Guaíra

Silva e Luna discute projetos de desenvolvimento com prefeito de Guaíra

15h45 - 12/07/2019

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna, recebeu nesta sexta-feira (12) o prefeito de Guaíra, Heraldo Trento. O encontro ocorreu no Centro Executivo da binacional, na Vila A. Trento estava acompanhado do chefe de Gabinete, Gileade Gabriel Osti, e do procurador jurídico, João Fernando Grecillo.

Heraldo Trento e Joaquim Silva e Luna, no Centro Executivo: parceria fortalecida. Fotos: A. Marchetti.

Silva e Luna e o prefeito conversaram sobre projetos de segurança, saúde, meio ambiente, turismo e desenvolvimento socioeconômico. Assim como Foz do Iguaçu, Guaíra está ao lado de um grande centro comercial do Paraguai – o município de Salto del Guairá.

A visita foi a primeira desde que o presidente Jair Bolsonaro sancionou a elevação do valor pago pela usina em royalties aos municípios lindeiros diretamente afetados pela formação do reservatório – de 4,8% para 8%. Bolsonaro sancionou o projeto durante o lançamento da pedra fundamental da nova ponte entre o Brasil e o Paraguai, no dia 10 de maio.

A alteração na lei permitiu um incremento mensal de cerca de R$ 1 milhão de reais ao orçamento de Guaíra. Trata-se de uma forma de compensação pelo alagamento de Sete Quedas para a formação do reservatório de Itaipu.

Comitiva de Guaíra com o diretor-geral brasileiro de Itaipu. Em pauta, projetos de desenvolvimento.

Desde que começou a gerar energia, em 1985, Itaipu já pagou mais de US$ 11 bilhões em royalties aos tesouros nacionais do Brasil e do Paraguai. Somente os 16 municípios lindeiros da margem brasileira foram beneficiados, no período, com mais de US$ 2,03 bilhões.

Ao assumir o cargo de diretor-geral, no final de fevereiro, Silva e Luna estabeleceu uma política de portas abertas a parceiros estratégicos da região. A intenção é fortalecer as parcerias com os municípios, com prioridade a projetos que tenham aderência à missão institucional de Itaipu e sejam estruturantes, ou seja, que deixem legado para a sociedade.

O JIE publicou

Investimentos de Itaipu em convênios no Oeste superam R$ 500 milhões

Versão para impressão