Segurança do Trabalho e Bombeiros concluem nova capacitação para brigadistas

Segurança do Trabalho e Bombeiros concluem nova capacitação para brigadistas

15h34 - 10/02/2019

O último dia do treinamento foi de aula prática: combate a incêndio exige força e técnica. Fotos: Luiz Nakasoni e Lúcio Horta.

A Divisão de Engenharia em Segurança do Trabalho (RHSS.AD) e a equipe do Corpo de Bombeiros concluíram sexta-feira (8), no Centro de Educação Corporativa, a segunda etapa do curso de formação de brigadistas em áreas corporativas de Itaipu. A primeira fase foi em novembro.

O curso teve aulas práticas e teóricas. Participaram sete colegas da Diretoria de Coordenação e da Superintendência da Informática, que dividem uma brigada de emergência no mesmo edifício, e oito do Almoxarifado. Com esse curso, a brigada da Coordenação/Informática está completa – com 16 integrantes.

Combate ao fogo com uso de extintores: estratégias diferentes em caso de incêndio.

O coordenador dos Bombeiros, Ademar Luiz Lenzi (SEOC.AD), explicou que a intenção é oferecer treinamento, formar brigadas e elaborar um Plano de Ação de Emergência (PAE) em todas as áreas de Itaipu.

Ainda haverá cursos de formação para colegas do próprio Almoxarifado (para completar o time de 16 brigadistas), Escritório Central, Laboratório de Concreto, Ecomuseu – entre outras.

Turma teve 15 participantes - incluindo Almoxarifado, Informática e Coordenação.

O bombeiro Marcio Rodrigo Marquetto (SEOC.AD) explicou que o treinamento é elaborado de acordo com as características do ambiente de trabalho. “Na área industrial, por exemplo, o número de brigadistas é maior e o treinamento tem características próprias.”

Marquetto salientou que a participação na brigada de emergência é voluntária e elogiou os colegas que concluíram o curso. “O que a gente tenta é estimular a proatividade dos colegas. E também a coragem; não para ser herói, mas para tomar atitudes rápidas na hora que você vê uma pessoa precisando de auxílio ou percebe um princípio de incêndio”, comentou.

Raffaella Ávila: "Treinamento nos capacitou e foi fundamental para que tenhamos segurança na hora de atuar no auxílio das equipes”.

A colega Raffaella Imbroinise Ávila (ODRA.CD) disse considerar importante a empresa ter pessoas preparadas para situações de emergência – tanto para um atendimento de primeiros-socorros, por exemplo, como, em casos extremos, direcionar os colegas para rotas de fuga e auxiliar no combate a incêndio.

Depois de três dias de treinamento, ela disse se sentir preparada para o trabalho. “O treinamento foi ótimo: a equipe super capacitada, didática excelente e com aulas práticas”, elogiou. “Eu considero que o treinamento nos capacitou e foi fundamental para que tenhamos segurança na hora de atuar no auxílio das equipes.”

Cipa

O treinamento de novos brigadistas na empresa também foi uma necessidade levantada pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) ainda em 2011, a partir de um Informe de Risco de Acidentes (IRA). Mensalmente, o grupo se reúne para analisar os novos IRAs e o andamento das propostas mais antigas.  A criação das novas brigadas reflete o esforço da Cipa e de outras áreas da empresa para tornar os ambientes de trabalho mais seguros e saudáveis.

O JIE publicou

Itaipu faz projeto-piloto para criar brigadas de emergência na área corporativa

Versão para impressão