Santa Terezinha de Itaipu ganha horta de plantas medicinais

Santa Terezinha de Itaipu ganha horta de plantas medicinais

08h19 - 11/12/2018

Fonte: Divulgação/Município de Santa Terezinha de Itaipu

A Horta Municipal Comunitária Plantas Medicinais foi entregue oficialmente à população de Santa Terezinha de Itaipu na manhã da última sexta-feira (7) como parte do Projeto Cultivando Saúde e Saberes,uma parceria da Itaipu Binacional e Conselho dos Municípios Lindeiros com prefeitura.

São mais de 60 espécies de plantas medicinais cultivadas no local e que são utilizadas no tratamento de pacientes hipertensos, diabéticos e outras patologias, além de auxiliar na questão da educação ambiental, com a participação de escolas e da comunidade, com alunos e população recebendo orientações da importância de cada planta e maneira correta de as utilizarem.

"Esse projeto tem um significado muito importante na questão da qualidade de vida das nossas pessoas do município e é uma alternativa que vem contribuir com a qualidade de vida da nossa população”, disse a prefeita em exercício Neide Mariot Corrente.

A implantação da horta de plantas medicinais busca resgatar o tratamento fitoterápico, oferecendo mais saúde e qualidade de vida para toda a população. “Este espaço, além de ser o espaço da cultura de plantas medicinais, ele também traz a possibilidade de um trabalho com a comunidade e as escolas, para que conheçam as plantas medicinais, saibam da sua utilização e importância. Sabemos que o caminho é longo, de protocolos, mas esse é um passo muito importante e Santa Terezinha como sempre está na vanguarda, trabalhando junto com a Itaipu em uma parceria muito consolidada não só nesse projeto, mas em diversos outros”, comentou a gerente do Departamento de Proteção Ambiental da Itaipu, Silvana Vitorassi.

Para a nutricionista coordenadora do projeto Cultivando Saúde e Saberes, Gislaine Verônica da Silva, um dos grandes objetivos do projeto é o resgate da medicina tradicional. “Haverá um cronograma em que a população de uma maneira geral vai poder participar e levar sua muda de planta medicinal para casa. Essa medicina tradicional está sendo resgatada e é de extrema importância para a população”, disse.

Versão para impressão