Réplica da Sade será usada nas reuniões de Diretoria

Réplica da Sade será usada nas reuniões de Diretoria

11h00 - 18/10/2019


Apresentação no videowall da Sade, durante explicação ao DGP sobre a funcionalidade dos equipamentos. Fotos: Sara Cheida.

Um modelo similar ao da Sala de Apoio à Decisão Estratégica (Sade), localizada no Centro Executivo, será usado nas reuniões da Diretoria Executiva, que contam com a participação de brasileiros e paraguaios nos processos de decisão da empresa.

Esses encontros ocorrem num espaço do 6º piso do Edifício da Produção, a cada duas semanas, ou em ocasiões excepcionais. A medida foi anunciada nesta sexta-feira (18), depois da visita do diretor-geral paraguaio, Ernst Bergen, e equipe, ao diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna. Os detalhes da adequação ainda serão definidos.

O DGB fez o convite ao par paraguaio para que o colega conhecesse o sistema. Também estiveram presentes a diretora jurídica, Mariana Favoreto Thiele, o diretor de Coordenação, Luiz Felipe Carbonell, e o diretor financeiro, vice-almirante Anatálicio Risden Júnior. Acompanharam o DGP vários integrantes de seu staff.

Demonstração


Para Ernst Bergen, o sistema coloca mais uma vez Itaipu na vanguarda dos processos, como acontece nas empresas de primeiro mundo.

Depois das boas-vindas da representante da Assessoria de Informações (IN.GB), Francieli Belancon, o gerente do projeto pela Superintendência de Infromática (SI.GG), Willian Francisco da Silva, da Divisão de Sistemas I (SID1.GG), explicou o funcionamento dos controles. Com as informações compartilhadas, a análise de cenários e a geração de insights ficam mais ágeis. O modelo permite apoiar o mapeamento e a informatização de processos e auxiliar as atividades de Auditoria, Compliance e Ouvidoria.

A Sade do Centro Executivo tem capacidade para 16 pessoas. A sala conta com 18 monitores de 49 polegadas, formando um videowall que pode ser configurado para apresentar diferentes telas simultaneamente, incluindo videoconferências.

Tudo no ambiente foi pensado para dar suporte aos ocupantes, desde a disposição das cadeiras até as cores, temperatura, acústica e iluminação. As próprias persianas podem ser controladas pelo painel localizado sobre a mesa. A sala oferece ainda proteção acústica, considerando a possibilidade tratamento de informações sensíveis naquele ambiente.

Aceitação


Willian Francisco da Silva (à direita), gerente do projeto pela SI.GG, explica o funcionamento dos controles.

A Sade integra o projeto "Sistema de Apoio à Gestão Estratégica". É um espaço moderno projetado especialmente para facilitar o acesso e análise dos dados necessários à tomada de decisão, por parte da alta administração.  

O trabalho é uma parceria da Assessoria de Informações (IN.GB), Superintendência de Informática (SI.GG), Planejamento Empresarial (PE.GB) e Divisão de Infraestrutura (SGII.AD). A Sade conta com um espaço com elevado nível de tecnologia agregada, preparado para oferecer informações confiáveis e pontuais.

“O modelo vai tornar mais ágil as reuniões de diretoria”, sinalizou Joaquim Silva e Luna. “Nossa proposta é oferecer o que for convergente para que os processos possam ser melhorados”. O DGP concordou. Para ele, o sistema coloca mais uma vez Itaipu na vanguarda dos processos, como acontece nas empresas de primeiro mundo. “Estou muito feliz pelo convite e achei que essa ideia tem bastante sinergia com a binacionalidade."


Segundo Silva e Luna, “o modelo vai tornar mais ágil as reuniões de diretoria”.

Novo filme institucional

Depois da apresentação, o DGB pediu para exibir em primeira mão para os convidados o novo filme institucional de Itaipu, que começa a ser veiculado a partir de domingo (20) nas emissoras de tevês e demais veículos de comunicação. “Novos tempos. Muito Mais Energia”, que mostra uma mudança de cultura da empresa, terá desdobramentos em várias peças publicitárias em rádios, anúncios de jornais e outdoors.

O vídeo, que teve uma ótima receptividade, representa um marco da nova administração do general Joaquim Silva e Luna, que adotou uma reestruturação organizacional com cortes em gastos não essenciais para investir em obras estruturantes que deixem legado para a população.

Veja mais imagens da apresentação:



Versão para impressão