Projetos desenvolvidos pelo Ceasb evitaram à Itaipu despesas na ordem de R$ 19 milhões

Projetos desenvolvidos pelo Ceasb evitaram à Itaipu despesas na ordem de R$ 19 milhões

10h06 - 13/03/2019


Apresentação dos projetos do Ceasb celebraram os 11 anos do centro. Foto: Kiko Sierich

Projetos do Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens (Ceasb), desenvolvidos ao longo de 11 anos, evitaram que Itaipu despendesse R$ 19,2 milhões em soluções tecnológicas diversas. O balanço foi apresentado no último dia 28 de fevereiro, durante o workshop que celebrou o aniversário do centro, criado em 2008. O encontro foi no Edifício da Produção da usina.

Desde o início de suas atividades, o Ceasb contabiliza mais de 100 pesquisas, com o envolvimento de 159 pessoas. Entre elas, estão bolsistas, voluntários, doutores e outros profissionais. Atualmente, estão em andamento 21 projetos.

“Além de toda a expertise técnica e científica geradas pelo Ceasb, a Itaipu também tem uma vantagem econômica e financeira”, disse o diretor superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Jorge Callado. Durante sua fala, ele ressaltou ainda a estreita conexão entre o centro e as universidades, como a Unila, Unioeste, UFPR e UTFPR.


Estudantes, pesquisadores e profissionais da área acompanharam as apresentações.

No evento, foram apresentados resultados de projetos mais avançados em diversas linhas de pesquisa, como monitoramento e análise de risco, instrumentação de barragens, modelagem tridimensional e geotecnia.

“A segurança de barragens é um assunto importante para toda a sociedade, pois envolve desde o gerenciamento de risco à proteção de áreas a jusante [das usinas], até a garantia da geração e do abastecimento de energia”, afirmou a doutora em Geologia Josiele Patias, coordenadora do Ceasb pela Itaipu e engenheira da Divisão de Engenharia Civil e Arquitetura (ENCC.DT).

A gerente do Ceasb, Alexandra Silva, ressaltou a importância do centro para a formação de pesquisadores no tema. Em 2016, 22 pessoas concluíram o Doutorado em Métodos Numéricos, oferecido pelo centro e UFPR. Uma especialização (lato sensu) também foi ofertada por meio da parceria. Outra, em segurança de barragens com a UFBA, já formou duas turmas e deve abrir uma nova, em abril. Neste mesmo mês será ofertado um curso de instrumentação de barragens, visando o processo de leituras, análise e manutenção. Em breve, serão divulgadas informações sobre esta capacitação.


Participantes do Workshop posam para foto, no dia do evento. Muitas realizações a serem comemoradas.

 

Versão para impressão