Prefeitura fará plantio de 20 mil árvores até o final do ano

Prefeitura fará plantio de 20 mil árvores até o final do ano

10h00 - 08/07/2019

Fonte: Prefeitura de Foz do Iguaçu

A Prefeitura de Foz do Iguaçu, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) fez o plantio de 4,5 mil mudas de árvores nativas e exóticas em diversas regiões da cidade. Até o final do ano a meta é plantar 20 mil mudas em passeios públicos da área urbana e também auxiliar no reflorestamento da mata ciliar, nas margens de córregos e nascentes. 

Os trabalhos começaram em março pela Avenida Paraná, e já contemplaram também as avenidas Andradina, Safira, Javier Koelbl, Jules Rimes, Tarquinio Joslin dos Santos e Felipe Wandscheer, além das ruas Naipi e Ambrósio Losi. 

“No mês de junho, uma parte da Avenida Felipe Wandscheer foi contemplada com o plantio de 235 mudas de extremosas, já com 1,80 de altura e com espaçamento de 6 metros, ideal para o plantio em ruas com fiação elétrica, atendendo assim as diretrizes de arborização urbana e de iluminação pública”, explicou a secretária de meio ambiente Angela Meira. 

Somente na região Norte (Andradina, Tarquinio Joslin e rua Ambrósio Losi), foram aproximadamente 680 mudas de árvores nativas e exóticas entre as espécies Ipê Roxo, Ipê Rosa e Extremosa. 

Boa parte das árvores plantadas são de compensações ambientais - medida que visa contrabalançar os impactos ambientais previstos ou já ocorridos com a supressão de árvores. “De acordo com a legislação do município, cada árvore licenciada para corte deve ser substituída por, no mínimo, três outras. No caso de espécie nativa ameaçada de extinção, deve ser feita a reposição com pelo menos dez mudas de árvores”, informou Angela Meira. 

As mudas plantadas em Foz são de árvores com essências nativas e exóticas, entre elas espécies de Ipês roxo, amarelo e rosa, extremosas, oiti, pata de vaca, quaresmeira e canafistula, todas adequadas para arborização urbana.

“Além da questão ambiental, por reduzir a poluição e absorver a água da chuva, diminuindo os riscos de enchentes, o plantio de novas árvores embeleza a cidade, reduz o calor e o nível de estresse das pessoas, ou seja,  melhora a qualidade do ar das cidades e a qualidade de vida das pessoas”, finalizou a secretária.

Versão para impressão