Na sexta-feira, 13, clássicos do terror ilustram Roteiro Cultural

Na sexta-feira, 13, clássicos do terror ilustram Roteiro Cultural

11h44 - 13/09/2019

O terror domina as indicações da semana. 

A Divisão de Imprensa está em mudança, mas deixamos preparado um roteiro caprichado para o final de semana. Para você curtir a “Sexta-feira 13”, reunimos uma lista com indicações de clássicos do cinema de horror em várias plataformas. Mas, se o terror não é a sua praia, o Roteiro também tem indicações de eventos mais coloridos e alegres na cidade, como a Ecoflores e o Parque das Aves. Confira as dicas. 

Sexta-feira, 13

Nessa semana teremos a primeira “Sexta-feira 13” de 2019. A data carrega uma grande mística sobrenatural e é ótima para ser “celebrada” revisitando alguns clássicos do cinema de terror. Veja a lista que separamos: 

A Hora do Pesadelo

O filme rapidamente se tornou um dos grandes clássicos do terror. Foto: Divulgação.

Nesse clássico de 1981, dirigido pela lenda do terror, Wes Craven, o mundo foi apresentado a Freddy Krueger, um dos serial killers mais famosos do cinema, que mata suas vítimas durante os sonhos. 

No filme, um grupo de adolescentes compartilha um pesadelo no qual estão sendo atacados por um homem deformado e que usa garras de aço. Entretanto, o que acontecia apenas nos sonhos passa a acontecer também no mundo real. Os eventos levam Nancy (Heather Langenkamp), uma das adolescentes atacadas, a investigar a história para descobrir quem é o homem que ameaça a ela e seus amigos. 

A Hora do Pesadelo foi um dos percursores do movimento Slasher, um subgênero do terror marcado pelas histórias de assassinos mascarados que utilizam uma arma específica para cometer os crimes. O clássico marcou gerações e rendeu várias sequências e readaptações. 

O longa original pode ser visto no catálogo da HBO GO e as duas sequências, feitas na década de 1980, estão disponíveis na Netflix. 

A Bruxa de Blair

Os produtores do filme souberam usar a internet para transformar o filme em uma história aterrorizante. Foto: Divulgação.

A Bruxa de Blair foi outro clássico que reinventou o cinema de horror. O filme deu início à febre do estilo found footage ao contar a história de três cineastas que decidem passar um final de semana na floresta para gravar um documentário sobre a lenda local da Bruxa de Blair. Porém, esse grupo desaparece e, anos depois, as câmeras que eles utilizaram são encontradas. O que vemos é um apanhado de cenas gravadas por eles. 

O estilo documental torna os acontecimentos ainda mais aterrorizantes. Tanto que, na época do lançamento, em 1999, o filme foi considerado um dos mais aterrorizantes já feitos – mérito da equipe de marketing que utilizou a internet para divulgar os acontecimentos como uma história real, ao criar sites com detalhes sobre a lenda da bruxa, trechos de supostos diários de uma das vítimas e até mesmo cartazes de “procura-se”. 

O filme, feito com baixo orçamento, arrecadou mais de U$ 100 mihões em bilheteria. 

Assim como boa parte das histórias de terror, a premissa do filme também foi copiada à exaustão e inspirou longas como os da franquia Atividade Paranormal. Porém, os originais ainda valem a pena. A Bruxa de Blair está disponível na Amazon Prime Vídeo. 

Terror na Netflix

O filme sul-coreano Invasão Zumbi foi uma das grandes surpresas do gênero em 2016. Foto: Divulgação.

A Netflix, claro, não iria ficar de fora das indicações. O catálogo da plataforma conta com muitas opções de vários gêneros do terror: zumbis, monstros e o novo queridinho dos fãs – o terror psicológico. Veja alguns: Invasão Zumbi (2016); Raw (2016); À Beira da Loucura (1995); O Hospedeiro (2006); Rastros de Maldade (2015); Corrente do Mal (2015); O Babadook (2014); Hush (2016) e O Homem nas Trevas (2016). 

Ecoflores 2019

Domingo (15) é o último dia para aproveitar o evento. Foto: Gazeta do Iguaçu.

Agora, uma dica mais tranquila: ainda dá tempo de visitar e apreciar as cores e a beleza da Ecoflores 2019. A exposição fica aberta até domingo (15), no Centro de Convivência do Idoso, na Praça da Bíblia, das 10h às 21h. O público poderá conferir mais de 110 tipos de flores e mais de 100 espécies de plantas frutíferas e ornamentais vindas de diversas partes do país, inclusive de Holambra, considerada a “Terra das Flores”. Os preços são bem acessíveis, com produtos a partir de R$ 4,00. 

Além das flores, a Feira também oferece várias outras alternativas. Entre elas, a praça de alimentação, com vários tipos de lanches e petiscos, uma área com brinquedos infantis, expositores e comerciantes de artesanato, doces e produtos coloniais. A organização do evento é dos voluntários do Rotary Club de Foz do Iguaçu – Três Fronteiras, que irá destinar parte dos lucros para projetos e ações sociais. 

Exposição K9

Conheça mais sobre o treinamemento da Unidade K9. Foto: Divulgação/Cataratas JL Shopping.

Você tem curiosidade em saber como é o cotidiano do trabalho policial nas operações com cães? Então, essa é a sua oportunidade para descobrir. Até domingo (15), o Shopping JL estará recebendo uma exposição do Canil da Polícia Unidade K9, promovida pelo Canil do Pelotão de Choque do 14º Batalhão de Polícia Militar. No evento, é possível conhecer os equipamentos, saber mais sobre as técnicas de adestramento, além de tirar dúvidas sobre o trabalho com cães. 

Parque das Aves gratuito 

Leve a família e os amigos para curtirem essa ótima experiência. Foto: Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná.

Neste sábado (14) e domingo (15), os moradores de Foz poderão visitar o Parque das Aves de graça. É uma ótima oportunidade para ver de perto as mais de 1.500 aves de 150 espécies diferentes. O passeio também oferece as opções do viveiro de imersão e um borboletário. A ação é válida apenas para moradores da cidade, mediante a apresentação de comprovante de endereço (conta de água, luz, correspondência oficial ou título de eleitor), acompanhado de um documento oficial com foto (RG ou CNH).

Festival da Lua Cheia

O grupo se apresentou nos Jogos Olímpicos de Pequim. Foto: Divulgação.

Neste final de semana, começa a 3ª Edição do Festival da Lua Cheia em Foz do Iguaçu. A primeira apresentação será no domingo (15), às 17h, com o Grupo de Tambores de Shanghai, na Praça da Paz. O show traz um pouco da tradição da cultura chinesa em ritmos e figurinos típicos. O grupo, que já se apresentou durante os Jogos Olímpicos de Pequim, vem ao Brasil pela primeira vez. 

Mia Couto 

O evento será no auditório da Unioeste, às 19h30. 

Na sexta-feira (13), às 19h30, o escritor moçambicano Mia Couto participa do 2º Festival Literário de Foz do Iguaçu e da Primavera Universitária, que será realizada no campus da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste. O autor, que é vencedor do Prêmio Camões, irá integrar uma mesa de discussão sobre literatura em Língua Portuguesa. 

Cinema 

Audrey Hepburn eternizou a personagem na história do cinema. Foto: Divulgação.

No sábado (14), o Cinemark dá inicio ao segundo semestre de reexibições de clássicos da sétima arte. A primeira atração é Bonequinha de Luxo (1961). O longa conta a história de Holly, uma garota de programa nova-iorquina que está decidida a casar-se com um milionário, mas, no decorrer dessa missão, acaba encontrando um grande amor. A personagem marcou para sempre a carreira da lendária atriz Audrey Hepburn. A sessão será às 22h. 

Veja também outras atrações do Cinemark (https://bit.ly/2KpMyFh) e do Cine Cataratas (https://bit.ly/2K4Zv7c). 

Baladas

Sexta (13)

Zeppelin Old Bar - Awaken | Zeppelin 11 anos

Looby Smoke Dance - Tribo da Periferia

Sábado (14)

Zeppelin Old Bar - Indelével | Zeppelin 11 anos

Guns N’ Beer Pub - Especial Bon Jovi

A Casa - Frontrezz + Thaís Montenegro

Versão para impressão