Itaipu reduz patrocínio pela metade para investir em obras sociais

Itaipu reduz patrocínio pela metade para investir em obras sociais

17h43 - 23/05/2019

Itaipu: nova gestão foca patrocínios em projetos com retorno mensuráveis. Foto: Kiko Sierich

Já estão disponíveis, na página da Itaipu Binacional na Internet, as novas regras para a concessão de patrocínios, que obedecem agora a uma determinação para atender apenas aqueles que contemplem o desenvolvimento social, econômico, turístico, tecnológico e sustentável da região de atuação da usina. Confira no link https://www.itaipu.gov.br/sites/default/files/u27/Norma_de_Patrocinios_Margem_Esquerda.pdf

Com as novas exigências, foi possível reduzir em mais de 50% o valor previsto para os patrocínios em 2019, em relação a 2018. No ano passado, Itaipu investiu R$ 27 milhões, enquanto no ano anterior o gasto ficou em cerca de R$ 28 milhões.

Remanejamento

A redução do orçamento para patrocínios faz parte da política de austeridade adotada pelo diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, que determinou o remanejamento de recursos de convênios e parcerias sem aderência à missão ampliada de Itaipu, para projetos estruturantes, como a segunda ponte Brasil-Paraguai, investimentos na modernização e ampliação do Hospital Ministro Costa Cavalcanti e construção do Mercado Municipal de Foz do Iguaçu, entre outros.

“Itaipu não pode ligar sua marca a eventos que nada têm a ver com a atividade principal da usina, que é a produção de energia, ou que não estejam em conformidade com os programas e ações ambientais ou de desenvolvimento socioeconômico da sua região de influência”, afirma Silva e Luna.

Ele conclui: "Itaipu não está inventando nada, a austeridade deve sempre ser o norte de qualquer responsável por gastos do dinheiro público. Nós viemos com essa missão, e vamos cumpri-la à risca, sabendo que é isso que a população brasileira quer".

Comitê de Patrocínios

O Comitê de Patrocínios da Itaipu, Margem Esquerda, é composto por 16 integrantes, sendo oito titulares e oito suplentes, e tem a coordenação da Assessoria de Comunicação Social (CS.GB). São dois representantes (titular e suplente) de cada diretoria, além dos representantes da Assessoria de Compliance (AC.BR) e da CS.GB. Confira os nomes:

- Assessoria de Comunicação (CS.GB): Patrícia Liliana Iunovich (coordenadora) e Daniel Luis de Lara Reis (suplente),

- Assessoria de Compliance (AC.BR): Alexandre Mugnaini (titular) e Cassiana Salvati (suplente),

- Assistência do Diretor-Geral Brasileiro (AS.GB): Márcio Ferreira Bortolini (titular) e Viviane Aparecida da Silva (suplente),

- Diretoria Técnica Executiva (TE): David Rodrigues Krug (titular) e Dicesar da Silva Vidal Donato (suplente),

- Diretoria Jurídica (JD): Guilherme Herrera Montenegro (titular) e Jurgen Wolfgang Fleischer Junior (suplente),

- Diretoria Administrativa (AD): Rogério Henrique Ferreira Miranda (titular) e Henrique Masson Vital (suplente),

- Diretoria Financeira Executiva (FE): José Antonio de Almeida Neves da Costa (titular) e Renata Vicente Opalisnki (suplente),

- Diretoria de Coordenação (CD): Gilmar Eugênio Secco (titular) e Joanne Cândida Pereira (suplente).

Versão para impressão