Itaipu apresenta projeto de ponte entre Paraguai e Mato Grosso do Sul, neste sábado (20)

Itaipu apresenta projeto de ponte entre Paraguai e Mato Grosso do Sul, neste sábado (20)

09h53 - 19/07/2019

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, e outras autoridades, entre elas, o governador do Estado de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; os diretores-gerais brasileiro e paraguaio de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna e José Alberto Alderete, participam neste sábado (20), em Carmelo Peralta (Departamento de Alto Paraguai), da solenidade de lançamento da licitação da obra da ponte que ligará o Paraguai ao Mato Grosso do Sul. O evento está marcado para as 10h (horário brasileiro).

Ponte vai unir Carmelo Peralta (Alto Paraná, PY) e Porto Murtinho (Mato Grosso do Sul, BR). Imagens: reprodução vídeo Itaipu PY

As autoridades conhecerão o projeto da ponte, que ligará Carmelo Peralta (Departamento de Alto Paraguai) à cidade sul-mato-grossense de Porto Murtinho. De acordo com o governo paraguaio, a construção da ligação internacional sobre o Rio Paraguai faz parte de um plano de investimentos de grande porte em projetos estruturantes, impulsionados pelo Paraguai e Brasil, aproveitando os recursos gerados pelo empreendimento hidrelétrico binacional.

A ponte será paga pela parte paraguaia da Itaipu Binacional.

Enquanto a ponte da Integração Brasil-Paraguai, entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco (já licitada e em fase de início), será bancada pela margem brasileira de Itaipu, a nova ponte será financiada pela margem paraguaia da usina. A previsão é que nas próximas semanas, o Governo do Paraná assine a ordem de serviço para dar início à construção da Ponte da Integração, que terá um novo cronograma, com início imediato da construção. Todos os processos burocráticos já foram superados.

O Governo do Estado será responsável pela gestão da obra, que, quando concluída, tornará a região de fronteira um “hub” regional, permitindo o incremento de importações e exportações entre o Paraná, o Paraguai e a Argentina, além de Chile e Bolívia.

Futuramente, a ponte será uma importante forma para escoar a produção do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul para os portos chilenos 

De acordo com o general Silva e Luna “a Itaipu Binacional, além de garantir a segurança energética fundamental para o desenvolvimento do Brasil e do Paraguai, tem a preocupação de contribuir para que este progresso se dê de forma sustentável”. Ele acredita que o certame será muito disputado e que, ao final, a proposta vencedora conseguirá atender todas as exigências e, principalmente, construir a melhor obra ao custo mais justo possível.

A ponte entre Carmelo Peralta e Porto Murtinho possibilitará uma conexão bioceânica, ligando o Porto de Santos (SP), no Atlântico, aos portos do Chile (Pacífico), facilitando o escoamento da produção agrícola do MS e do Mato Grosso principalmente para os países do Oriente. 

A exemplo da segunda ponte, esta ligação permitirá ainda intensificar o intercâmbio de mercadorias entre Brasil, Paraguai, Argentina, Bolívia e Chile. O governo paraguaio já iniciou as obras da rodovia que ligará a nova ponte ao Chile, passando pela Bolívia

Versão para impressão