Homem de bastidores e muitos talentos, Dalton se despede

Homem de bastidores e muitos talentos, Dalton se despede

16h19 - 15/07/2019

Ele sempre teve o tom conciliador. E aquela elegância necessária na medida certa, entre outros pré-requisitos necessários para assumir alguns dos postos mais importantes da empresa: o de chefe de gabinete da Diretoria-Geral Brasileira e também o de assistente do Planejamento Empresarial.

Engenheiro de formação, Dalton Fernando da Costa ocupou esses dois cargos, no escritório de Curitiba, por 15 anos. Foram sete anos na AS.GB e outros oito na PE.GB, dos quais quatro foram como assessor técnico no Comitê Gestor do Sistema de Transmissão de 500 Kw do Paraguai.

Conhecia a empresa profundamente. Sabia trabalhar cenários e fazer várias composições entre as áreas. O resultado era um ótimo alinhamento.


Dalton deixou sua marca em Itaipu. Diplomático, o colega contribuiu para projetos importantes como o linhão de 500 kV. Foto: A. Marchetti

Requisitado da Secretaria de Transportes do Governo do Estado, ele volta ao órgão de origem para se aposentar. É uma questão agora meramente burocrática. Mas Dalton não vai parar, não. Tem inúmeros planos pela frente, entre eles, ajudar a esposa Emir a tocar o escritório de advocacia e viajar, uma de suas grandes paixões.

A última atividade de Dalton na Itaipu foi no dia 8 de julho, quando se despediu do Conselho Deliberativo da Fibra. A reunião ocorreu em Foz do Iguaçu e, a exemplo do que vinha acontecendo no último mês dele na usina, recebeu inúmeras manifestações de carinho. Antes disso, ele fez o tradicional plantio de árvore no Bosque do Trabalhador.


Colegas acompanham o plantio de 15 anos de Dalton feito nas vésperas de sua saída de Itaipu. Foto: A. Marchetti

“As manifestações que recebi de todos, amigos e amigas do Brasil e do Paraguai, foram suficientes para minha realização profissional. Na minha despedida do Conselho Deliberativo da Fibra, recebi muito mais do que esperava e fiquei muito satisfeito. Creio que minha missão está cumprida, e sou só agradecimentos”, disse Dalton.


Dalton em 2009, auxilia Michele dos Santos no Programa “Empresário sombra por um dia”,  da Junior Achievement.

O ex-assistente da Diretoria Geral teve sempre como uma das principais características trabalhar nos bastidores, além de ser um guia para os colegas, uma espécie de bússola que ajuda a todos na melhor direção. Para um cafezinho ou contribuição na gestão, lá esteve Dalton, sempre pronto a dar uma mão.   

Para o chefe da Assessoria de Planejamento Empresarial, Daniel Ribeiro, Dalton deixa como grande legado sua contribuição para a gestão de conhecimento. Grande conhecedor de normas e procedimentos, ele ajudou a preparar Itaipu para diferentes desafios.

“Dalton sempre foi muito sensato. O mundo estava pegando fogo e ele sabia disso, mas conduzia o processo da melhor forma possível. Trazia a tranquilidade necessária para que todos pudessem tomar a melhor decisão”. E acrescentou: “tanto como amigo ou profissional, sempre tratou todo mundo com muito respeito e educação. Isso sem contar a generosidade. Um gentleman", elogiou.


O diretor de coordenação, Luiz Felipe Carbonell, com o colega Dalton em junho deste ano. Diretor prestigiou o plantio do colega. Foto: A.Marchetti

Segundo o jornalista Pedro Ribeiro, amigo de longa data, Dalton é um dos mais competentes e conceituados engenheiros do Estado. “Possui o dom da paz e tranquilidade que contribuem para que ele se debruce nos mais desafiadores problemas de gestão técnica e científica no campo da engenharia e fora dele, com a certeza de solução. Muitas vezes, ao simples olhar, transmite calma e segurança. É um abençoado; um grande amigo”.

Para o redator da Assistência da DG, Carlos Alberto da Silveira, que já havia trabalhado com Dalton na implantação do Siscor, na PE, antes dele ir para a AS.GB, o ex-assistente sempre foi mais que um chefe, mas um líder e amigo. “Um gestor que sempre respeitou e soube aproveitar o potencial de cada pessoa para desenvolver o seu melhor”. Não à toa, Carlos chama Dalton carinhosamente de Daltinho.


Pausa para a foto clássica: Dalton e colegas. Boa sorte nesta nova empreitada! Foto: A.Marchetti

Já Maria Reis Nersborski, copeira do edifício Parigot de Souza, que acompanhou a trajetória de Dalton durante sete anos na AS.GB, o mais novo aposentado é uma pessoa que sabe tratar todos da mesma forma, independentemente da hierarquia, sempre com muita humildade. “Dalton é aquele conselheiro que todos sentirão saudade”. É verdade, Maria. Todos já estamos ressentidos da falta dele. Boa sorte, irmão.


Com a esposa, Emir, prestigiando o lançamento do livro de Larissa e Aline Ribeiro, esposa e filha de Daniel Ribeiro.


Na posse da diretoria da Fibra, com quem colaborou no Conselho Deliberativo.

Vai se aposentar também e gostaria de mandar seu recado aos colegas?  Escreva para nós no Fale com a Imprensa, disponível na capa do JIE. Sua história pode compor a série "Pendurando as Chuteiras". Confira aqui.

Versão para impressão