Evento de Dia das Mães dos PITTs celebra a importância da família

Evento de Dia das Mães dos PITTs celebra a importância da família

14h12 - 16/05/2019

Palestra sobre valorização da família foi um dos destaques da programação do evento. Foto: Kiko Sierich.

Homenagens, apresentações musicais e muita emoção marcaram o evento em celebração ao Dia das Mães dos jovens do Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho (PIIT) da Itaipu. A ação, realizada na última sexta-feira (10) no Cineteatro dos Barrageiros, reuniu cerca de 600 participantes, entre jovens, familiares, supervisores e empregados da usina.

Embora leve o nome tradicional da data, "Dia das Mães dos PIITs", o evento é destinado à comemoração dos cuidadores dos jovens que, em alguns casos, são tutelados aos pai, avós, irmãos ou outros familiares, conforme explica o coordenador do programa, Vinícius Ortiz de Camargo (RHDA.AD). “Nosso objetivo é que curtam esse dia especial, valorizando os laços familiares, que são o que realmente importa na nossa vida e nos direciona", pontuou.

A celebração é organizada com o apoio dos jovens, desde os preparativos até o cerimonial, com o intuito de engajar cada vez mais os adolescentes para um momento de reflexão e de valorização da família. “A ideia é que mais esta atividade seja feita totalmente por eles”, disse Ortiz.

Cerca de 600 pessoas prestigiaram o evento, entre jovens, familiares, supervisores e empregados(as) de Itaipu. Foto: Kiko Sierich.

A programação incluiu um café da manhã especial para as famílias, seguido por uma palestra sobre a importância da família na formação dos jovens ministrada pela assistente social da Guarda Mirim, Carina Beatriz da Silva. Em seguida, foram realizadas apresentações artísticas preparadas pelos adolescentes, como leitura de poesias, dança, teatro, e canções cantadas pelo coral dos PIITs.

A solenidade também contou com a participação de João Pereira dos Santos, diretor administrativo da Itaipu; Luciano Castro Lopes, superintendente de Recursos Humanos; Hélio Cândido do Carmo, presidente da Guarda Mirim; e Giuliano Inzis, coordenador da Rede Proteger de Foz do Iguaçu.

Premiação

Em meio à celebração, também foram premiados os jovens que apresentaram as melhores médias escolares de 2018. Os 15 jovens com a média próxima a 80 foram premiados com uma bolsa e um fone de ouvido. A primeira colocada foi a jovem Raíssa Araújo, com a média 94, premiada com um “vale notebook”. Em segundo lugar, com a média 91,1, Amanda Vitória Marques de Oliveira foi premiada com um “vale tablet”. Na terceira posição, foi classificado o jovem Eduardo de Souza, com a média 90,9, premiado com um “vale Kindle” (leitor de livros digital) e um fone de ouvido.

Raíssa Araújo, de 17 anos, foi a primeira colocada na classificação das melhores médias escolares de 2018. Foto: Igor Moresca.

Raíssa, que trabalhou por um ano e quatro meses na Divisão de Áreas Protegidas (MARP.CD) do Refúgio Biológico Bela Vista, dividiu a alegria da vitória com sua mãe, Solange Araújo. “O programa é uma iniciativa maravilhosa da Itaipu para as famílias de Foz do Iguaçu”, avaliou Solange.

A mesma alegria foi compartilhada por Eduardo e sua mãe, Mariza Alves de Souza. “Me sinto orgulhosa pela experiência dele com o programa ter sido tão boa”, declarou Mariza. O jovem trabalhou por dois anos na Divisão de Imagem Institucional (CSII.GB).

Eduardo de Souza, de 17 anos, foi premiado com um vale kindle (leitor de livros digital). Foto: Igor Moresca.

Experiência

Ainda em seu primeiro mês de ingresso no programa, o jovem Eduardo Ribeiro, de 16 anos, avalia positivamente a oportunidade de trabalhar em uma empresa como a Itaipu. “Hoje trabalho na Divisão de Laboratório [SMIL.DT] e penso em cursar Medicina futuramente. Esta experiência está me preparando para outros trabalhos, a partir dos exemplos que estou tendo aqui”, disse.

O reconhecimento foi compartilhado por sua mãe, Antônia Ribeiro, durante a participação no evento. “Quero que meu filho cresça trabalhando assim. Fico muito grata por isso, pois não é sempre que as pessoas têm esta oportunidade”, destacou.

A Itaipu conta atualmente com o emprego de 160 PIITs que atuam em diversas áreas da usina. Foto: Kiko Sierich.

Sobre o programa

Desde 1988, a Itaipu desenvolve o Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho (PIIT) com o objetivo de abrir as portas do mercado de trabalho para jovens de Foz do Iguaçu e Curitiba, no Brasil, e Ciudad del Este, Hermandarias e Presidente Franco, no Paraguai. Atualmente, a Itaipu conta com 160 participantes do PIIT, atuando em diversas áreas da usina.

Participam do programa estudantes na faixa etária entre 15 anos e 8 meses e 17 anos e 11 meses que estejam cursando o ensino fundamental ou o ensino médio. O expediente é feito no contraturno escolar e, para não prejudicar os estudos dos jovens, com carga máxima de 4 horas diárias. Ao final de dois anos de contrato, o adolescente deixa a empresa mais preparado para o mercado de trabalho.

A Itaipu atua em parceria com a Associação de Educação Familiar e Social do Paraná, a Guarda Mirim de Foz do Iguaçu e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), no Brasil, e as prefeituras de Ciudad del Este, Hernandarias e Presidente Franco, no Paraguai.

Versão para impressão