Empregados(as) participam de oficina sobre direitos humanos promovida pela Eletrobras

Empregados(as) participam de oficina sobre direitos humanos promovida pela Eletrobras

08h30 - 12/09/2019

Oficina abordou temas e ferramentas importantes referentes à temática dos direitos humanos. Fotos: Sara Carvalho Cheida.

Um grupo de 17 empregados(as) de diversas áreas da Itaipu participou da Oficina de Promoção do Respeito à Diversidade, no Centro de Educação Corporativa da usina, entre os dias 10 e 11 de setembro. A ação foi realizada pela Universidade Corporativa das Empresas Eletrobras (Unise), por meio da sua Escola de Responsabilidade Social, em parceria com o Comitê de Gênero, Raça e Diversidade da holding.

A oficina de sensibilização e qualificação corporativa, baseada nos preceitos da sustentabilidade e direitos humanos, foi facilitada pelo coordenador de projetos do Instituto Promundo, Luciano Ramos. Segundo ele, a ação visa promover um debate aprofundado sobre a perspectiva dos direitos humanos, trabalhando elementos relacionados a esse tema no ambiente corporativo.

Ação reuniu empregados(as) de diversas áreas da usina.

“É extremamente importante discutirmos esta temática dentro das empresas, devido à questão da inclusão”, explica Ramos. “Ao trazermos ferramentas para que as pessoas possam lidar com esse assunto nos seus cotidianos, permitimos que trabalhem alinhadas à perspectiva de sustentabilidade da empresa, fazendo com que esta cresça a partir de um ambiente laboral mais equitativo”, complementou.

Para o coordenador das ações de direitos humanos na Eletrobras, Nilton Santos, a questão tem sido fortemente trabalhada nas empresas do grupo, visando ambientes mais diversos e participativos, o que também contribui para a reputação da empresa no mercado.

Para Santos, as empresas devem se posicionar perante a sociedade e ao mercado quanto à questão dos direitos humanos.

“Os direitos humanos representam um ativo econômico das empresas, pelo qual estas são cobradas em níveis de sustentabilidade empresarial”, afirma Santos. “A sociedade e o mercado exigem uma posição das corporações em relação a eles, e a Eletrobras tem se manifestado diante disso de uma forma profissional, buscando ações e programas para estruturar esse processo”, completou o coordenador.

O papel da Itaipu na disseminação dos conteúdos da oficina, alinhados à agenda 2030 estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), foi validado positivamente pelo gerente da Divisão de Seleção e Acompanhamento de Recursos Humanos (RHDA.AD), Werner Braga. 

A expectativa, segundo Werner, é de continuar atendendo positivamente aos objetivos do grupo Eletrobras.

“Itaipu tem sido uma das principais empresas do grupo Eletrobras no tocante ao tema dos direitos humanos, contribuindo diretamente para seus resultados tanto nos índices da ISE Bovespa quanto nos da Dow Jones”, afirmou Braga. “Nossa expectativa é que continuemos atendendo expressivamente aos objetivos do grupo nesses sentidos”, acrescentou o gerente. 

Versão para impressão