"Deu ruim"? Fique tranquilo, a equipe de urgência e emergência está à disposição

"Deu ruim"? Fique tranquilo, a equipe de urgência e emergência está à disposição

08h52 - 11/07/2019

Central da Brigada de Emergência fica ao lado da barreira de controle da cota 144, na área industrial. Foto: Alexandre Marchetti.

O que caracteriza uma situação de emergência é justamente o fato de ela ser imprevisível e inesperada. Isso não significa, porém, que não há nada que possa ser feito para reduzir os efeitos prejudiciais de uma ocorrência, especialmente quando há vítimas. É aí que entra o trabalho do socorrista, profissional responsável pelo atendimento pré-hospitalar de vítimas em situações de urgência e emergência. Esse profissional é homenageado anualmente, no dia 11 de julho.

A Itaipu conta com um Serviço de Urgência e Emergência com ambulância à disposição 24 horas, trabalhando em regime de turno. Sempre há uma equipe brasileira e uma paraguaia de plantão, cada uma composta por um(a) profissional enfermeiro(a) e um motorista socorrista. Eles ficam posicionados junto aos Bombeiros da Itaipu – que também fazem parte da equipe de socorristas –, e podem ser acionados por meio dos contatos de emergência: 9999 e 0800-648-0999

Um acidente no escritório: o colega cai, desmaia, se machuca. O que fazer? Procurar o ramal mais próximo e discar 9999. Foto: Divulgação. 

Importante: o 9999 funciona somente quando discado a partir de ramais internos da Itaipu. 

Quando não houver um ramal telefônico da usina por perto, deve ser usado o telefone celular para discar para o 0800 – por exemplo, um acidente em alguma via, ou em um local afastado, como a elevação 225. A ligação é gratuita. Que tal se precaver e gravar o número no seu telefone?

Um acidente com vítima em uma via da usina. O que fazer? Pegar o celular e discar 0800-648-0999. (A foto é de um simulado realizado em 2017; a moça é uma aluna da Unila e o sangue é groselha.) Foto: Rubens Fraulini. 

Se você estiver fora da área da Itaipu, incluindo o Centro Executivo, deve ligar para o Samu (192) ou o Siate (193), para agilizar o atendimento. Confira aqui quando ligar para o Samu ou o Siate. 

Alguns exemplos de situações em que deve ser acionado o serviço de urgência e emergência são incêndios, acidentes veiculares, casos clínicos (desmaios, convulsões, reações alérgicas graves, parada cardíaca) e casos traumáticos: quedas, fraturas, torções e perfurações.

Como informar

Ligar rapidamente para o local correto é essencial, mas há muito mais que você pode fazer para ajudar o trabalho do socorrista e contribuir para o melhor atendimento da vítima. É importante ser claro e falar com a maior tranquilidade possível, transmitindo informações básicas e objetivas. Identifique-se; informe o local do evento, com pontos de referência; e relate o ocorrido de forma breve (incêndio; acidente; caso clínico, como desmaio). 

Seu relato vai fazer toda a diferença para o trabalho dos socorristas. Mantenha a calma e informe tudo que puder. Foto do simulado: Rubens Fraulini. 

Relate se a vítima está consciente ou inconsciente; se tem alguma queixa; e se é possível observar algum sangramento. Não movimente a vítima, isso pode prejudicar o trabalho dos socorristas. 

Na Itaipu

É importante lembrar que todas as ocorrências relacionadas ao trabalho, inclusive as que forem emergências, deverão ser comunicadas à segurança do trabalho (RHSS.AD), por meio do ramal 3888.

Também vale a pena reforçar que a Divisão de Medicina do Trabalho realiza atendimentos somente em horário comercial, portanto, caso precise de atendimento de urgência/emergência, entre em contato primeiramente com a equipe de socorristas, e não com a equipe no ambulatório.

Contatos de emergência da Itaipu

  • 9999: ligações a partir de ramais internos;
  • 0800-648-0999: ligações dentro da área da usina, onde não haja ramal por perto;
  • 192 (Samu) ou 193 (Siate): ocorrências fora da área da usina, incluindo o Centro Executivo.
Versão para impressão