Aposentado se dedica a transformar a vida de crianças em situação de risco

Aposentado se dedica a transformar a vida de crianças em situação de risco

10h03 - 23/08/2019

Quando se aposentou na Itaipu, em 2018, após 30 anos de empresa, o ex-superintendente de Recursos Humanos (RH.AD) Luiz Carlos de Castro, o Luizinho, 56 anos, buscou no trabalho voluntário uma maneira de seguir na ativa. De quebra, contribui com seu tempo e conhecimento junto à criançada do projeto social Um Chute Para o Futuro. 

Experiente no esporte, Luizinho é professor de futsal do projeto Um Chute para o Futuro. Fotos: Nilton Rolin

“Cheguei para o Ronaldo, coordenador o projeto, e me ofereci para fazer o trabalho administrativo, mas ele disse que precisavam da um professor de futsal”, conta Luizinho. “Hoje, tenho certeza que teve a mão de Deus nessa direção. Neste tempo, fazemos parte da vida de cada uma dessas crianças, evoluímos bastante e conquistamos muitas coisas juntos, dentro e fora de quadra.”

Criançada participa das aulas de futsal no contraturno escolar.

Entre as conquistas, Luizinho destaca o primeiro troféu de campeão da Taça Foz - Série Bronze, quando os atletas deram a volta olímpica no Ginásio Costa Cavalcanti. “Foi emocionante! Para os meninos era tudo novidade. Meses antes, no dia da estreia, de tão tímidos e acanhados eles tremiam diante dos árbitros ao assinar a súmula do jogo”, conta. E conclui, emocionado: “Esse trabalho junto aos meninos realmente transforma a vida de todos para muito melhor”.

Na segunda-feira (19), o time Foz Futsal visitou o projeto e interagiu com as crianças.

Desportista nato, Luizinho defendeu o time de futsal Itaipu Esporte Clube nas disputas da Taça Paraná de Futsal, de 1986 a 1989, e, pelo Foz Futsal, foi bicampeão paranaense em 1996 e 1997. Luizinho representou Foz do Iguaçu, pela seleção de futsal do município, em 15 edições dos Jogos Abertos do Paraná. Hoje, é o atacante do Flamengo da Vila Yolanda no Campeonato de Veteranos 55 anos e participa de grupos de ciclismo. 

Pai da Patrícia, Ana Luiza e Ana Laura, e avô da Maria Júlia e do Dudu, que é goleiro de futsal, Luizinho fala do orgulho e da sorte em ter trabalhado na Itaipu. “Meu emprego me proporcionou criar e educar minha família em ótimas condições, por isso serei eternamente grato à empresa. De certa forma, meu trabalho voluntário foi a maneira que encontrei para retribuir tantas graças em minha vida pessoal e profissional”.

Um Chute para o Futuro

Coordenado por Ronaldo Cleber Caceres, o projeto Um Chute Para o Futuro existe há 14 anos e atende crianças de 3 a 17 anos em situação de risco, nas proximidades do Bairro Porto Belo. Cerca de 750 crianças já foram atendidas no projeto com orientação psicológica, aulas de artesanato, violão, judô, capoeira, natação, karatê e futsal, além de três refeições diárias - café da manhã, almoço e lanche no final da tarde. O projeto é mantido por meio de doações e do trabalho voluntário de pessoas, como o Luiz Carlos Castro. Para ajudar, acesse o site da instituição e veja como contribuir: https://umchuteparaofuturo.org.br/junte-se-a-nos/

O projeto já atendeu a mais de 750 crianças em vários esportes, entre eles o futsal.

O time de futsal funciona no contraturno escolar e tem cerca de 80 alunos nas categorias do sub 6 (menores de seis anos) ao sub 17. Além do professor Luizinho, que trabalha nas tardes de segunda, quarta e sexta-feira, o professor Luciano Santos dá aulas pela manhã, no polo esportivo mantido no local pela prefeitura.

Versão para impressão