ACT: Diretores recebem pauta de reivindicações dos sindicatos

ACT: Diretores recebem pauta de reivindicações dos sindicatos

11h00 - 10/09/2019

Silva e Luna recebe documento com as reivindicações das mãos do representante dos sindicatos. Fotos: Sara Cheida.

O diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, e o diretor administrativo, Almirante Paulo Roberto da Silva Xavier, receberam, na sexta-feira (6), as pautas sindicais reivindicatórias para as negociações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

O atual ACT tem vigência até 31 de outubro de 2019 e estabelece uma série de direitos, deveres e obrigações acordados entre a empresa e os sindicatos.

Os sindicatos Sinefi (Eletricitários de Foz) e Sindenel (Eletricitários de Curitiba) unificaram os pedidos e apresentaram uma pauta única. Já o Senge (Engenheiros) e o Sinaep (Administradores) apresentaram uma pauta cada, com as reivindicações específicas para as suas respectivas categorias.

Para o DGB, o ato simbólico da entrega das reivindicações tem um significado importante de unir aqueles que representam a “nossa gente”, os empregados da Itaipu, na busca de convergências. 

Reunião foi realizada na Sala de Decisões Estratégicas, no Centro Executivo. 

Ele destacou o diálogo como tônica das negociações. “Diálogo e transparência são as diretrizes gerais para a negociação com os sindicatos”, afirmou.

A entrega da pauta dá início ao processo de negociação entre sindicatos e a Comissão Negociadora de Relações Trabalhistas (CNRT), coordenada pelo chefe do Comitê de Relações Trabalhistas (RT.AD), Adriano Bardou.

A negociação do ACT está prevista para ocorrer nos dias 8 e 9 de outubro. 

Participaram da reunião pelos sindicatos: Paulo Henrique Zuchoski, Edison Ribeiro e Gregory Pereira (Sinefi), Gilson Garcia (Senge) e Idgar Dias de Souza Júnior (Sinaep).

Pela Itaipu, além dos diretores Silva e Luna e Paulo Roberto e do chefe do RT.AD, Adriano Bardou, participaram da reunião a secretária-executiva da DG, Rosimeire Fauth Ramada Martins e o chefe de gabinete do DGB, Coronel Ricardo Bezerra.

Versão para impressão