Estudantes de Foz do Iguaçu vencem campeonato de robótica, no Canadá

Estudantes de Foz do Iguaçu vencem campeonato de robótica, no Canadá

11h41 - 07/03/2018


Equipe Strike e Rooters, ambas do Oeste do Paraná, registram momento da gravação de um vídeo na Itaipu.

Uma equipe de alunos de Foz do Iguaçu, formada por jovens de 14 a 18 anos do ensino médio dos colégios Bertoni e COC, conquistou um prêmio de robótica para iniciantes em uma competição em Montreal, no Canadá. O resultado do prêmio Rookie All-Star para iniciantes foi anunciado na última semana durante a fase regional da First Robotics Competition (FRC), promovido pela ONG americana First. A Itaipu Binacional apoia o projeto.

Com o resultado, a equipe Strike também garantiu uma vaga na fase mundial do campeonato, que será realizada de 18 a 21 de abril, em Houston, Estados Unidos. Para a promoção da equipe, a Itaipu foi cenário de gravação de um vídeo produzido pelo grupo.“É uma honra e motivo de muito orgulho ter a maior produtora de energia renovável do planeta apoiando um projeto que se dedica a desenvolver nossos futuros engenheiros e empreendedores”, destacou a coordenadora geral da equipe, Pamela Vieira.

O campeonato FRC desafia estudantes dos ensinos médios de todo o mundo a projetarem, construírem e programarem robôs de nível industrial em seis semanas. Neste primeiro ano da Strike no torneio, uma das responsáveis pelas conquistas do grupo foi a Soraya: uma robô criada para melhorar a vida de quem trabalha com carga e descarga de caixas.

A Strike, na fase regional da FRC, ganhou prêmio importante para iniciantes e se classificou para o mundial de robótica, que será realizado em Houston, EUA.

Nas competições, as equipes não disputam apenas as qualidade nos robôs. Eles são avaliados durante toda a competição pela capacidade de gestão, responsabilidade social e empreendedorismo.

Na fase regional da FRC, no Canadá, as equipes competidoras tinham um estande no qual podiam expor as atividades realizadas pelo grupo até a chegada do torneio, o plano de negócios e os patrocinadores. No espaço da Strike, além de banners e variados materiais gráficos, um Gear VR – óculos de realidade virtual – apresentou ao público uma visita técnica em Itaipu. De acordo com a coordenadora da equipe, todos aqueles que conheceram a usina por meio da visita on-line "ficaram encantados”.

Equipe Rooters

Outra equipe que também pode participar do mundial é a Rooters, também apoiada pela Itaipu. O grupo é formado por alunos das Escolas Estaduais João Manuel Mondrone e Marechal Arthur da Costa e Silva, e acadêmicos da UTFPR de Medianeira. Eles competirão de 14 a 17 de março em outra fase regional da FRC, a Finger Lakes Regional. A disputa acontecerá em Rochester, Estados Unidos. A aposta da equipe é o robô Gambis, que desempenha funções semelhantes às realizadas pela robô Soraya, da equipe Strike.

 

Versão para impressão