Comitê de Gênero reformula planejamento a partir de pesquisa

Comitê de Gênero reformula planejamento a partir de pesquisa

14h17 - 30/01/2018


Comitê pretende ampliar visibilidade das ações para os empregados e empregadas de Itaipu.

O Comitê de Gênero pretende reformular o plano de ação do programa de Equidade de Gênero da Itaipu, a partir dos resultados da pesquisa realizada com os funcionários no final do ano passado. O assunto foi um dos temas da pauta da primeira reunião do Comitê neste ano, no último dia 24 de janeiro.

Conforme a coordenadora do programa, Lilian Paparella, um dos resultados da pesquisa, que foi respondida por 669 dos 1.378 empregados brasileiros, é o desconhecimento sobre o Comitê, as pessoas que dele fazem parte e como ele funciona. 

“Por isso mesmo, uma das primeiras ações será tornar o Comitê de Gênero mais conhecido”, afirma Lilian. “Na sequência, pretendemos tratar as várias questões que se destacaram na pesquisa e que serão abordadas uma a uma em espaço próprio, na intranet da Itaipu”, completa.

Reunião por videoconferência contou com a participação de colegas de Foz e de Curitiba.

Conforme a coordenadora, o plano de ação será reformulado com vistas a tornar as ações mais diretivas e eficazes, com participação de diversas áreas da empresa, como as assessorias (PE.GB e PC's) além dos próprios membros do Comitê.

O Comitê

Além de Lilian, participam do comitê: Patrícia Iunovich e Erika de Sousa Davies (na Diretoria Geral); Elizabeth Nascimento de Lima e Priscylla Klein (Financeira); Julio Henrique Dreher e Luciana Colatusso (Técnica); Marcela Carrión e Dariane Donin (Jurídica); Juliana Castanhel Oliveira e Erna Fuchs (Administrativa); e Janine Groenwold e Valeria Borges (Coordenação). 

Para entrar em contato com o comitê, basta enviar um e-mail para equidade@itaipu.gov.br.

Outros temas


Lilian Paparella, coordenadora do programa de Equidade de Gênero: impulso na divulgação das iniciativas do comitê.

Em sua primeira reunião do ano, o programa de Equidade de Gênero também tratou de uma série de ações que serão realizadas em 2018 e que terão como principais marcos o mês de março (Mês da Mulher), o aniversário da Itaipu (em maio), e os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher (em novembro). “Queremos trazer pessoas de renome para ampliar o diálogo sobre as questões de gênero na Itaipu”. 

O Comitê também pretende criar grupos de diálogos nas diferentes áreas, de forma a dar mais representatividade aos integrantes, bem como receber mais informações dos colegas sobre as questões de gênero em cada diretoria.

Versão para impressão