Chegada de água à usina de Itaipu diminui e nível do rio deve cair nos próximos dias

Chegada de água à usina de Itaipu diminui e nível do rio deve cair nos próximos dias

17h38 - 23/01/2018


A tendência é que o nível do Rio Paraná diminua gradualmente.

A redução da chegada de água ao reservatório da Itaipu deve diminuir o nível do Rio Paraná nos próximos dias. A informação é da Divisão de Estudos Hidrológicos e Energéticos da hidrelétrica. De acordo com dados das instituições especializadas em clima e tempo, a previsão é de precipitações isoladas a montante de Itaipu, na área do reservatório e na bacia do Rio Iguaçu, o que não deve resultar em aumento da afluência.

O nível do rio na estação da Ponte da Amizade estava em 111,10 metros acima do mar, às 14h desta terça-feira (23). Nesta condição, encontravam-se afetadas quatro casas, a passarela de pedestres e o campo de futebol do Bairro San Rafael, em Ciudad del Este, no Paraguai.

A tendência é que o nível do Rio Paraná diminua gradualmente, chegando próximo de 110,5 metros no final do dia, o que afeta duas residências no país vizinho. Na quarta-feira (24), o nível deve cair para 109 metros e as águas não afetarão as casas de San Rafael. Neste período de cheia, nenhuma instalação foi atingida em Foz do Iguaçu.

Vazão

Na segunda-feira (22), Itaipu registrou a vazão afluente ao reservatório na média de 20.576 metros cúbicos de água por segundo, proveniente, principalmente, das hidrelétricas de Porto Primavera (MS) e Rosana (SP e PR), e dos rios Ivaí e Piquiri, no Paraná, que estiveram com vazão elevada nos últimos dias.

Na estação do Hotel Cataratas, a vazão do Rio Iguaçu às 14h desta terça-feira foi de 2.439 m³/s, o que confirma a tendência de redução (no domingo, foi registrada a vazão média de 3.269 m³/s). Vale lembrar que, embora esteja fora da área de influência da Itaipu, o escoamento do Rio Iguaçu ajuda a represar a água e a elevar o nível do Rio Paraná.

O vertedouro da Itaipu continuará aberto nos próximos dias, mas com redução gradual na vazão. Em virtude da situação ainda elevada dos rios da região, o Boletim de Alerta Hidrológico da Itaipu continuará sendo emitido diariamente.

Versão para impressão