"Time de primeira", elogia novo diretor técnico após encontros com equipe

"Time de primeira", elogia novo diretor técnico após encontros com equipe

10h41 - 15/01/2018

A capacidade profissional e o elevado grau de comprometimento chamaram a atenção do novo diretor técnico executivo de Itaipu, o engenheiro eletricista Mauro José Corbellini, nos primeiros contatos que teve com a equipe de trabalho, na última semana, no Edifício da Produção.

Encontro com o pessoal da Superintendência de Manutenção, a maior equipe da Diretoria Técnica.

Na quarta (10) e na quinta-feira (11), Corbellini reuniu-se com gestores das quatro superintendências da Diretoria Técnica – Operação, Obras, Manutenção e Engenharia. Ele também teve encontros com o diretor-geral paraguaio, James Spalding, com o diretor técnico, Jose Maria Sanchez Tilleria, e com os diretores de Coordenação, Newton Luiz Kaminski (Brasil) e Pedro Domaniczky (Paraguai).

O objetivo foi conhecer mais profundamente a equipe da Diretoria Técnica e os principais projetos desenvolvidos na área. “Um time de primeira. Não é normal, em outras empresas, uma dedicação tão grande”, elogiou o diretor, que tomou posse na segunda-feira (8), em Curitiba. Segundo ele, graças ao profissionalismo da equipe, Itaipu tem acumulado recordes – e tudo indica, pelos números parciais de janeiro, que uma nova marca histórica está a caminho.

Na Sala de Comando Central (a CCR, na sigla em inglês), contato com o pessoal da superintendência de Operação.

Nos encontros, o diretor técnico executivo teve a oportunidade de conhecer rotinas e os principais projetos da área.

O plano de atualização tecnológica das 20 unidades geradoras, com investimentos previstos de US$ 500 milhões em dez anos, é uma das maiores preocupações do diretor. “Será como consertar um avião em pleno voo, porque Itaipu não pode parar”, comparou.

No encontro com o pessoal da Manutenção, foi discutida a possibilidade de adiar a parada da unidade geradora número 7, prevista para a esta semana, para aproveitar a forte afluência do Rio Paraná. “Como está faltando água em algumas regiões do País, o ONS (Operador Nacional do Sistema) nos pediu para gerar mais por aqui”, explicou.

O último encontro foi com o pessoal da Superintendência de Engenharia - área responsável pelo projeto de modernização das máquinas.

Corbellini disse que pretende estabelecer um cronograma de trabalho para esta semana, com os principais números, projetos e definições, que serão apresentados à diretoria e ao Conselho de Administração.

Na terça-feira (16), ele participa da cerimônia de assinatura do acordo de cooperação técnica entre Itaipu e o Ministério de Minas e Energia para a implantação do Programa de Mobilidade Sustentável nos ministérios do governo federal. A cerimônia terá a presença do ministro do MME, Fernando Coelho Filho, e do diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna.

Da esquerda para direita, Jose Maria Sanchez Tilleria, Newton Luiz Kaminski, James Spalding, Mauro Corbellini e Pedro Domaniczky.

Versão para impressão