Zattar, o algoz dos sete mares

Zattar, o algoz dos sete mares

15h24 - 24/03/2008

  

O coronel Rogel Abib Zattar, mais que um mero pescador, é um expert em peixes.

 

Além de mostrar os "peixinhos" que capturou em um delta da baía de Paranaguá, onde ele mantém, como diz, "uma pequena embarcação", o coronel Zattar dá a ficha completa dos bichos: são dois exemplares de robalo peva ou peba – "como queiram".

 

 "A espécie habita todo o litoral brasileiro, sendo conhecido também como o "príncipe dos mangues". No nordeste brasileiro é chamado de camorim. É um peixe esportivo. O embarque é permitido para exemplares acima de 35 cm. Existe uma outra qualidade de robalo, denominada flexa, em que os exemplares podem chegar a 22 Kg. A pescaria de robalos com iscas artificiais é bastante dinâmica e exige precisão no arremesso e alguma técnica no trabalho com a isca. O material indicado é a carretinha, acoplada às varas de carbono, de 14 lbs e 5.3 pés."

 

Gostaram? O homem é uma sumidade. Mas, como sempre, as más línguas não perdoam.

 

Depois de todas essas explicações e fotos, o Jair Francisco Ferreira ainda tem coragem de duvidar:

"Faltou somente o gerente Zattar contar quem é que emprestou o peixe para ele tirar a foto!", insinua o colega. 

            

E que insinuação!

   

Versão para impressão