A musa nas Cataratas

A musa nas Cataratas

11h09 - 22/11/2007

 

Antes de embarcar para o Rio de Janeiro, onde grava as cenas da novela "Desejo Proibido", da Rede Globo, a atriz Letícia Sabatella visitou à noite as Cataratas do Iguaçu e se extasiou diante de tamanha beleza. O encontro da musa e ativista ambiental com um dos mais belos cartões-postais do mundo foi registrado pelo fotógrafo Adenésio Zanella com exclusividade para as Turbinadas.
O diretor de Coordenação e Meio Ambiente, Nelton Friedrich, acompanhou a atriz na visita.

   


    

Letícia tem um relação antiga com Foz do Iguaçu. Iwan Sabatella, pai da atriz, é engenheiro e participou da construção da Itaipu, por uma empresa terceirizada. A família chegou a morar por algum tempo na Vila B.
A atriz nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, mas quando tinha dois anos de idade sua família se mudou para Volta Grande, onde o pai foi trabalhar numa hidrelétrica.

De lá, a família veio para Foz do Iguaçu. Quando Letícia tinha 4 anos, nova mudança, desta vez para Curitiba, onde ela viveu até os 20 anos e onde, também, descobriu sua vocação para a arte, fazendo cursos de balé e teatro. Fez teste na Rede Globo e foi convidada para o seriado "Os homens querem paz", em 1991. A seguir fez sua primeira novela, "O dono do mundo", e sua carreira logo deslanchou.  
    
   


    

Atualmente, a atriz está no elenco de "Desejo proibido", onde faz o papel de Ana.

   

 

Renato Teixeira

O público parou ontem à noite para ouvir e acompanhar Renato Teixeira, reconhecido músico e compositor do folk nacional, uma das atrações do IV Encontro do Programa Cultivando Água Boa. Há mais de 40 anos na estrada, o cantor, que lançou recentemente o primeiro DVD de sua carreira, trouxe para o show músicas de sucesso. Clássicos como Um violeiro toca; Amanheceu, peguei a viola; Frete; Tocando em frente, Amora e Romaria. Um show inesquecível.

   

O DGB, Jorge Samek, sua Maria Olívia e Renato Teixeira.

   

 

Paixão por carros antigos



   

Há quatros anos, o colega da Manutenção, José Inácio de Oliveira descobriu a paixão por carros antigos. Desde então, ele não perdeu um só evento na cidade que reunisse colecionadores.

Mas participar apenas como observador era muito pouco. Durante um ano, ele procurou por um modelo que o agradasse. E foi na internet, em maio desse ano, que finalmente ele encontrou o seu: um Chevrolet Bel Air 1951 original, encontrado na cidade de Boa Esperança (MG), próxima ao lago da usina de Furnas. "O antigo dono possuía o veículo há 20 anos, e foi muito caprichoso".

   



   

 

O processo da compra foi uma grande aventura para o colega. Ele pegou um ônibus até a cidade mineira e ao quando viu que o carro estava em ótimo estado, não pensou duas vezes. "Voltei para Foz dirigindo o carrão". Percurso: 1300 km, 16 horas de viagem, velocidade de até 110 km/h. "Meus amigos me chamaram de louco, mas não tive nenhum problema. Só precisei abastecer", diz.

Restauração

Bem conservado, o veículo possui todos os acessórios da época, até o rádio AM original. "Me surpreendi, porque hoje em dia é uma raridade encontrar um carro nesse estado".  Em Foz, o carro ganhou uma repaginada. O Chevrolet ganhou nova pintura, já que tinha pequenos pontos de oxidação. Motor, pára-choques e frisos foram cromados, e a tapeçaria, que era de pano, hoje é de couro. 
"É incrível como uma tecnologia de 60 anos atrás pode ser tão prática. O carro é super-macio e confortável", diz.
  

José Inácio e o seu carrão.

   

Agora, Inácio faz questão de curtir cada momento com sua relíquia. "Vou participar de todos os encontros de carros antigos", planeja. 
   

Ótimo negócio

Além de trazer grandes alegrias para o colega, o carrão está dando lucros. O veículo, que já foi usado para levar uma noiva à igreja, está sendso cobiçado por agências de matrimônio.  E não é só isso, não. "Quando dirijo o carro na cidade é o maior assédio! Todos ficam encantados, principalmente as pessoas daquela época", diz

Inácio ainda não tem planos para compra de um novo veículo, mas a paixão por objetos antigos ainda está viva. Na casa dele, por exemplo, há uma máquina de costura que tem 120 anos, herança da bisavó. "É maravilhoso saber que aquilo fez parte da história".
   

O anúncio que chamou a atenção de Inácio

Ano 1951; Chevrolet Bel Air; Motor 6 Cilindros em Linha; Importado dos Estados Unidos; 3 Marchas Alavanca Junto ao Volante da Direção, Suspensão é por 4 Feixes de Molas unindo o Chassis à Carroceria; Combustível Gasolina.

 

Receitas premiadas
   

DGB, Jorge Samek, Nelton Friedrich e o presidente do Conselho dos Municípios Lindeiros, Cláudio Eberhard, celebram a conquista das merendeiras. 
   

      

O programa Cultivando Água Boa entregou na noite de quanta-feira, os certificados de conclusão de curso a 65 merendeiras e 25 nutricionistas que atuam nos 29 municípios da Bacia do Paraná 3. A iniciativa faz parte do Programa de Educação Ambiental da Itaipu, através da Rede de Educação Ambiental Linha Ecológica, em parceria com o Conselho dos Municípios Lindeiros. O curso enfatiza a necessidade de uma alimentação equilibrada, promovendo novos conhecimentos, reflexões e mudanças de hábitos.

Paralelamente ao curso, o projeto promoveu um concurso de receitas saudáveis. Participaram do concurso 870 merendeiras, sendo que 107 foram premiadas com R$ 300 e uma máquina fotográfica digital para a escola em que atuam. As melhores receitas foram reunidas no Caderno de Receitas Saudáveis da Bacia do Paraná 3, lançado ontem na abertura do IV Cultivando Água Boa.

 

Formaturas

Ainda anteontem, o Programa de Formação de Educadores Ambientais (FEA) viveu um momento especial com o fim do ciclo de formação de seus 300 alunos e a abertura oficial do ciclo das comunidades de aprendizagem, constituídas ao longo do território da Bacia do Paraná 3. 

As comunidades reúnem aproximadamente 2.600 participantes em 150 comunidades, que serão assistidas pelos alunos do FEA na transmissão dos conceitos ambientais assimilados ao longo de quatro anos de curso. Na oportunidade, foi apresentado o livro "Círculos de Aprendizagem para a Sustentabilidade – Caminhada do Coletivo Educador da Bacia do Paraná 3 e entorno do Parque Nacional do Iguaçu". A obra narra a trajetória do FEA e é de autoria de Silvana Vitorassi, Rosane Pletsch, Roseli Dahlem, Valéria Casale, Moema Viezzer, Maria Emília Medeiros de Souza e Teresa Moreira. A programação de ontem do IV Cultivando Água Boa também contou com a formatura da Escola Parque, iniciativa do Ibama no Parque Nacional do Iguaçu.

   

 

Sexta-feira básica
   

Seguindo a linha chique, mais umas dicas de Christian Pior (apresentador do Pânico na TV) para uma sexta-feira nada básica.

 O à vontade é um prato cheio para o povo cafona. Jeans rasgado, tênis de 1991, camiseta lascada que nem para dormir serve, mini-saia, enfim...

Meninas, invistam em uma camiseta branca ou preta lisa, um jeans reto 501, um tênis tipo All Star. Fica tão lindo, mas que a camiseta seja nova, né?!

O trio: jeans escuro com camiseta preta e tênis preto é tão lindo e emagrece, além de disfarçar a adiável barriguinha de chopp, tão comum nos rapazes. Aliás, porque eles se orgulham da barriguinha de chopp? Meninas de Jeans 501, uma bata romântica com detalhes (adoro), um salto poderoso e um casaquinho seco para o fim do dia (sempre esfria, né?).

Ah, bata muito transparente, não... E se os seus colegas de trabalho disserem que você está linda, mesmo assim, tome cuidado. Eles preferem as mulheres nuas, já que quanto menos roupa melhor! Eles amam decotes.

   


Dicas culturais

E a gente não vive só de moda. Portanto, nada melhor que um bom filme para relaxar. E viajar. Vamos às dicas culturais.


DVDs
   

"A Estranha Perfeita" 
A dica de fim-de-semana começa com um pouquinho de suspense. O thriller sensual "A Estranha Perfeita" da Revolution Studios faz a pergunta: até onde você iria para manter um segredo? Quando a repórter investigativa Rowena Price (Halle Berry ) descobre que o assassinato de sua amiga pode estar relacionado com o poderoso executivo da publicidade Harrison Hill ( Bruce Willis ), com a ajuda de seu companheiro Miles Hailey (Giovanni Ribisi ), ela decide se infiltrar disfarçada. Rowena cerca sua presa por todos os lados apenas para descobrir que ela não é a única mudando de identidade. 
A sugestão é do colega Douglas de Souza Santos.

 


"Alpha Dog"  
O filme "Alpha Dog" é a dica de hoje do estagiário do Transporte Flávio Porrua. Baseado em história real, o filme conta a história de um traficante de drogas que decide seqüestrar o irmão caçula de um de seus clientes, quando ele não paga a quantia que deve. Porém o garoto se torna grande amigo da gangue do traficante. 

Para o estagiário, o filme é ótimo por se tratar de algo real. "Você sabe que aquilo aconteceu, e o final é uma grande surpresa", diz.  É um filme intenso do início ao fim.
   

 

Bom final de semana, gente despojada!

   

    

   

Versão para impressão