Curta o fim-de-semana. Você merece!

Curta o fim-de-semana. Você merece!

12h01 - 18/10/2007

Turismo na fronteira

Nem o real supervalorizado, os altos preços das diárias de hotéis (comparados a outras cidades turísticas) e a falta de infra-estrutura assustam mais os turistas. Os hotéis estão lotados, o espanhol é a segunda língua mais falada no centro de Foz do Iguaçu e alugar uma simples van para transportar visitantes tornou-se uma façanha. Que o diga o colega Fernão Carbonar, que precisou de duas vans para levar os participantes do encontro trinacional para conhecer o Corredor da Biodiversidade Santa Maria. "Só conseguimos na base da amizade", conta ele. 
   

O movimento cresceu antes do feriadão e se mantém até agora. Além do visitante comum, a cidade recebe um número cada vez maior de pessoas que participam de convenções, encontros e promoções como a recente Maratona das Águas.  

 

Chef de Cozinha

O colega Genésio Voigt ( Shumódromo) programou um domingão com os amigos. O prato principal seria a peixada. Mas a receita se perdeu no caminho, e a opção foi improvisar. A salvação veio do  fundo da gaveta do colega Milton Bento, que guardava “a sete chaves”, uma receita de bolinho de siri. Almoço salvo. Sucesso garantido.

“Todo prato feito com frutos do mar fica delicioso!”, diz Genésio, que até hoje tem que escutar as brincadeiras dos amigos sobre a “peixada que virou bolo”, ainda mais por ser torcedor fiel do "Peixe" (Santos).


Bolinho de siri
3 colheres (sopa) de amido de milho
2 colheres (sopa) de suco de limão
4 colheres de(sopa) de salsa picada
2/3 xícara de chá de farinha de trigo
½ xícara de chá de maionese
450 gramas de carne de siri desfiada
sal e pimenta a gosto
farinha de rosca para empanar
1 ovo

Modo de preparar
Em uma tigela misture bem o siri (pré-cozido), o ovo, a maionese, a salsa e o suco de limão. Adicione o amido de milho e a farinha de trigo peneirada, aos poucos, amassando com as mãos até obter uma massa consistente. Tempere com sal, pimenta do reino e molde os bolinhos com as mãos. Passe pela farinha de rosca e frite em óleo quente até dourar. Escorra em papel toalha e sirva.

    

Foto do dia


A foto do dia que estampa a capa do JIE já tem cinco anos e foi feita pelo colega Enes Donizete Negrão. Ela mostra o trabalho de metalização, uma das etapas de recuperação de peças realizadas na oficina mecânica. O personagem da foto é o colega Aparício Lopez Benitez. Essa é uma forma de homenagear todos os colegas que trabalham na área.

    

Dicas culturais

Filme

O filme “Uma Noite no Museu”, é a dica de hoje da estagiária da Relações Públicas Fernanda Fátima Sivirino. A história traz o ator Ben Stiller como Larry Daley, um homem de bom coração que arranja um emprego como segurança noturno em um museu de história natural. Logo em seu 1º turno coisas estranhas começam a acontecer: esqueletos de dinossauros e estátuas de cera ganham vida. Em meio ao caos instalado no museu, a única pessoa que pode ajudá-lo é a estátua de cera de Theodore Roosevelt (Robin Williams), que, assim como os demais, também ganhou vida. “Um filme que fala sobre história de forma divertida”, diz Fernanda.

Livro
A dica de livro de hoje é o "Homem Que Matou Getúlio Vargas", de Jô Soares. A sugestão é do colega Christian Le Bourlegat (Operação). A obra é uma biografia criada por Jô Soares de Dimitri Borja Korozec, anarquista especializado em assassinatos políticos, que tem como diferencial, como cita o narrador, "uma propensão natural para a catástrofe", que faz dele sempre o homem certo na hora errada. Curiosamente, Dimitri sempre encontra-se no meio de algum acontecimento interessante. Jô Soares constrói um roteiro geográfico para seu assassino e, através dele, conta 40 anos de história. 

    

    
    

Versão para impressão