Banco de Projetos beneficia Albergue

Banco de Projetos beneficia Albergue

08h52 - 31/08/2007

O Albergue Noturno de Foz do Iguaçu foi uma das quatro instituições sociais a serem premiadas com R$ 5 mil reais, referentes ao projeto inscrito no Banco de Projetos do Força Voluntária. A solenidade aconteceu ontem pela manhã, no auditório da cota 145.











O albergue recebe diariamente um grande número de homens e mulheres, de todas as idades, muitas vezes acompanhados de filhos, em situação de total vulnerabilidade social. 







Para atender esta demanda, a instituição precisa urgentemente de um espaço adequado, para poder abrigar separadamente as gestantes e mães acompanhadas de filhos pequenos. 






A colega Maria Emília Medeiros e os coordenadores do Força Voluntária Lilian Paparella e Nilson Nagata em visita ao Albergue







Além do serviço de pernoite, o albergue também oferece refeições e disponibiliza uma pequena variedade de roupas usadas, para vender a preços bem baixos aos que precisarem. 







E para conseguir manter todos estes serviços, conta com doações de alimentos, roupas, calçados e produtos de limpeza e higiene. 







Em vista disso, os colegas Maria Emília Medeiros de Souza, David Mora Rezes, Rosana Lemos Turmalina, Michelle Daiane Lorencetti, Neli Rosa Rover e Hildete Aparecida da Silva inscreveram no Banco de Projetos a proposta para readequação deste espaço, e o projeto foi contemplado. 







Com os R$ 5 mil reais recebidos, as reformas necessárias poderão ser feitas. O albergue foi fundado há 26 anos, no Jardim América, e continua no mesmo lugar. Nesse tempo, já foram atendidas mais de 200 mil pessoas que precisaram de um apoio temporário.
 







Para a colega Maria Emília, ser voluntário é estar sempre de coração aberto e mente alerta para ajudar o próximo. “Isso faz com que aceitemos os desafios”, ressaltou, durante a entrega do cheque. Ela parabenizou a todos que estão nesta luta e disse ser um prazer ajudar no albergue, “pois lá aprendemos muito”, destacou. 

 



O representante do albergue, Carlos D’andrea Ribeiro, agradeceu “de coração” o apoio. “Não apenas o dinheiro é importante, mas também o apoio das pessoas”, destacou.

Versão para impressão