Reuters Brasil

Reuters Brasil

16h17 - 30/08/2007

A Eletronorte, controlada pela Eletrobrás, informou nesta quinta-feira que receberá até 5 de setembro manifestações de empresas que desejem fazer parceria para disputar a usina hidrelétrica de Santo Antônio, no rio Madeira, em Rondônia.


O leilão, previsto para meados de outubro, colocará à venda a concessão da primeira usina do complexo Madeira, com capacidade instalada de 3.150 megawatts e avaliada em torno dos 10 bilhões de reais. A segunda unidade, a usina de Jirau, com 3.300 megawatts, deverá ser licitada em 2008.



Até agora Furnas era a única estatal interessada no ativo, em parceira com a Odebrecht e com os bancos Santander e Banif, que montaram um fundo de investimentos para receber adesões de investidores institucionais.


A entrada da Eletronorte tem por objetivo equilibrar a disputa, depois que grupos interessados no leilão reclamaram da exclusividade entre Furnas e Odebrecht.



Estariam também no páreo pela usina de Santo Antônio um possível consórcio entre a CPFL, Camargo Corrêa e o grupo Votorantim; um grupo de distribuidoras liderado pela Cemig;  e empresas como Schahin e Alusa.



A Suez Energia Brasil já confirmou oficialmente a participação e declarou que iria sozinha ao leilão.

Versão para impressão