Tonhão, o "marido" da Juma, chega ao Refúgio

Tonhão, o "marido" da Juma, chega ao Refúgio

10h30 - 30/08/2007

  

Uma magnífica onça-pintada de cerca de 90 quilos e 12 anos de idade é o novo companheiro da Juma, no Recinto do Refúgio Biológico Bela Vista. A onça acaba de chegar do zoológico das Centrais Elétricas de São Paulo (Cesp), de Ilha Solteira.
Seu nome original, que ganhou em 1998, quando foi capturado, é Tonho, mas no Refúgio o seu belo porte já lhe garantiu o apelido de Tonhão.

Segundo o médico veterinário Wanderlei de Moraes, responsável pelo refúgio, o felino vai passar por uma série de testes, que fazem parte de seu exame de admissão. "O material vai para análise na USP (Universidade de São Paulo), para verificar se ele está livre de doenças", explica o médico.

Depois dos testes, Tonhão passará para um recinto ao lado da Juma, onde terá contato com ela somente pela visão, audição e olfato. O "casamento", mesmo, só ocorrerá quando a Juma estiver no cio. "O manejo desses animais será semelhante ao que ocorre na Natureza. Depois do acasalamento, eles serão separados novamente. O recinto já foi construído com esse propósito", afirma Moraes.
Além de Juma e Tonhão, o recinto das onças conta ainda com um filhote, que será batizado ainda esta semana.

         

 
A maturidade sexual das onças ocorre entre os dois e os 18 anos de idade. Em cativeiro, normalmente, esses animais vivem 25 anos. Juma tem 14 anos de idade.

Versão para impressão