Leonardo Boff faz série de palestras na Itaipu

Leonardo Boff faz série de palestras na Itaipu

10h18 - 28/08/2007

  

O frei Leonardo Boff, autor de 74 livros e um dos mais respeitados ambientalistas da atualidade, está na Itaipu para uma série de palestras direcionadas a diferentes públicos ligados à empresa. Ontem, foi a vez de cerca de 100 jovens da Bacia do Paraná 3, que participaram de atividades no encontro “Juventude e Meio Ambiente”, realizado no Parque Tecnológico Itaipu (PTI). Hoje, ele fala à rede interna de educadores ambientais e, amanhã, para alunos do PTI.
Segundo o diretor de Coordenação, Nelton Friedrich, o objetivo da iniciativa de ontem foi aproximar e mobilizar os jovens para participar das ações ambientais da Itaipu. “Essa mobilização é importante para garantir a continuidade desses projetos no longo prazo”, afirmou Friedrich.


   

Em sua palestra, Boff fez um resumo das principais informações relacionadas ao estágio de degradação ambiental em que se encontra o planeta. Ele destacou que o limite do que a Natureza pode suportar em termos de impactos ambientais já foi ultrapassado e que agora é uma questão de tomar medidas para retardar as conseqüências dessas agressões. “Nós, os mais velhos, muito provavelmente não veremos os cenários alarmantes que estão se desenhando para as próximas décadas. Uma nova consciência, que diga respeito a relações de consumo, ao sistema de produção e cuidados com Terra, vai depender dos jovens”, destacou.
Alguns dos presentes já integram iniciativas da empresa, como Ana Paula Gomes da Silva, 18 anos, estudante de Engenharia Ambiental e estagiária da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Ela participou do programa Jovem Jardineiro, onde despertou o interesse pelas causas ambientais. “A questão do aquecimento global é muito grave. Acho que vou levar muita informação daqui para meus colegas”, disse ela.
Para Maikon Hilgert, 21, que faz parte do programa de Formação de Educadores Ambientais (FEA), o evento ajudou a motivar. “Os jovens são o futuro, mas muitos não se interessam pelo meio ambiente. Não entendem que os problemas afetam o mundo inteiro, porque vai faltar água na casa de todos, vai subir ou baixar a temperatura para todos. Então, com as informações transmitidas aqui, é possível perceber que se não estabelecermos essa conexão, não vamos conseguir resolver essas questões”, comentou.
A estudante de engenharia Ambiental Débora Bertmol, 20, também se sentiu motivada pelas palestras. “Tivemos a oportunidade de nos reunir em grupos e discutir o que podemos fazer para melhorar o meio ambiente no nosso dia-a-dia. Foi muito bom poder contribuir com aquilo que pensamos”, afirmou.
A palestra de Leonardo Boff desta terça-feira será por videoconferência, entre as 9 horas e o meio-dia, com participação dos funcionários de Curitiba. Amanhã, o evento será realizado no PTI em duas apresentações (às 10 horas e às 16 horas), para aproximadamente 400 alunos dos cursos superiores da Unioeste
.

Versão para impressão