O Estado de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

09h55 - 28/08/2007

Os bancos Santander e Banif lançam, amanhã, um fundo para investir na Hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Madeira, ao lado da Construtora Norberto Odebrecht e Furnas Centrais Elétricas. A expectativa é de que o fundo tenha participação de 20% no consórcio, que ainda poderá contar com outros investidores. Isso, no entanto, vai depender da decisão do governo de limitar ou não a participação de construtoras e fornecedoras de equipamentos em 20%.


A expectativa é de que o edital com todas as informações saia até o dia 5 de setembro. Além do porcentual de participação, deverá constar no documento a fatia de energia a ser direcionada para o mercado livre e o mercado cativo. Esse é um fator preponderante na decisão dos grandes consumidores de participar da disputa, afirmou o presidente da Associação Brasileira dos Investidores em Autoprodução de Energia Elétrica (Abiape), Mário Luiz Menel da Cunha.

O governo reafirmou que estamos dentro da disputa. Mas precisamos que isso seja oficializado , disse o executivo, cujo investimento no projeto deve atingir 400 MW. Mas, dependendo das condições, nosso apetite pode crescer.

Também está prevista para esta semana a chamada pública das estatais do Grupo Eletrobrás (Chesf, Eletronorte e Eletrosul) para encontrar um sócio e formar outros consórcios. Na semana passada, Hubner também anunciou a autorização para as estatais fazerem parcerias e disputarem a hidrelétrica. A formação desses consórcios contará também com fundos de pensão e, após o leilão, do BNDESPar.

Versão para impressão