Irmãs de alma

Irmãs de alma

15h16 - 24/08/2007

 

 Dodô, como carinhosamente eu, Kiko e meus filhos a chamamos. Uma grande amiga que há muito tempo está em nossas vidas, desde que a Ana Letícia era pequena e dizia sempre que queria ir junto com ela quando saía, em uma linguagem que apenas a gente entendia.
Desde essa época, já se foram 21 anos e a nossa amizade só aumentou, pois é uma relação de amor, de laços de alma, uma irmã que Deus não me deu.
Ela consegue ter sempre um conselho sensato. Está sempre nos ouvindo e sempre nos fazendo ouvir as palavras certas, mesmo que não seja as que não queremos ouvir. Que sorte tenho em tê-la como amiga. Uma pessoa que pela sua história de vida é uma vencedora e muito feliz por tudo o que conquistou.
Nós te amamos muito. 
Texto de Ana Maria Gabriel Paes de  Andrade

 

Versão para impressão