Notícias de Itaipu
Agricultores de Entre Rios do Oeste concluem oficina de Ater
29/08/2014 | 17h32

O município de Entre Rios do Oeste foi o primeiro a realizar, na quarta-feira (27), uma Oficina de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) na Bacia do Paraná 3. O evento teve apoio da Itaipu Binacional por meio do programa Cultivando Água Boa (CAB) e contou com a participação de cerca de 70 pessoas, entre profissionais, técnicos e agricultores.
    

Cerca de 70 pessoas participaram.
    
O tema principal dos debates foi o fortalecimento da Rede Ater, com foco em ações práticas e na importância de ter uma Ater forte e representativa, com foco na agroecologia e cada vez mais atuante na BP3. Os resultados serão reunidos em um documento que será encaminhado às lideranças nacionais.
    

Agricultores receberam informações sobre legislação e sustentabilidade em Ater.
    
Durante o evento, o diretor de Coordenação da Itaipu, Nelton Friedrich falou sobre o programa Cultivando Água Boa e sua contribuição nesse projeto. O diretor também solicitou ao público um aumento na produção de orgânicos na BP3.
   

Em grupos, os agricultores levantaram pontos importantes sobre o tema.
    
Reni Denardi, delegado federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário, e Natalino de Souza, diretor técnico do Instituto Emater, falaram sobre aspectos da legislação federal e estadual em Ater. Sergio Angheben, da Itaipu (MAPA.CD), falou sobre o Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável o investimento na região desde a implantação do CAB, que chega a R$ 14,5 milhões.


Foz recebe etapa da principal competição de triatlo do mundo, neste sábado (30)
29/08/2014 | 17h09

Mais de mil atletas de 14 países participam, neste sábado (30), a partir das 9h, em Foz do Iguaçu (PR), da terceira etapa brasileira do Ironman 70.3, uma das mais importantes competições de triatlo de longa distância do mundo.

     

A prova será disputada pela primeira vez na cidade e terá o Lago de Itaipu e a usina hidrelétrica de Itaipu como os principais palcos da competição. Os atletas vão disputar US$ 50 mil em prêmios (categoria Elite) e 35 vagas para a etapa mundial do Ironman 70.3, em 2015, na Áustria.

     

O evento é organizado pela Latin Sports e conta com o patrocínio da Mizuno e apoio da Oakley, Gatorade, Aqua Sphere, Sportpass, Azul, 3zone e Golden Tulip.

      

Maior prova de triatlo de longa distância do mundo, Ironman reunirá mais de mil atletas.

    

Como será

    

Os atletas vão competir em três modalidades: natação (1,9 quilômetro, ciclismo (90 quilômetros) e corrida (21,1 quilômetros). A largada será no Iate Clube Lago de Itaipu (Icli), com o primeiro percurso, a natação, dentro do Lago de Itaipu.

     

Em seguida, percorrerão de bicicleta os 22 quilômetros do Icli até a entrada da usina, contornando a subestação Eletrobras Furnas. Já dentro do complexo binacional, serão dadas três voltas em um percurso de 22,7 quilômetros cada – totalizando os 90 quilômetros.

     

A última parte da prova, os 21 quilômetros de corrida, será feita toda dentro de Itaipu, com uma única volta saindo da barreira de controle, na Avenida Tancredo Neves, em frente ao Centro de Recepção de Visitantes (CRV).

      

Loja da Expo Ironman, instalada no estacionamento do (CRV) da Itaipu Binacional.

     

O público poderá assistir

     

Quem quiser acompanhar a parte da competição que acontecerá dentro da usina de Itaipu (ciclismo e corrida), deve comparecer com antecedência à Expo Ironman para se inscrever e retirar a pulseira que dará acesso às arquibancadas. A inscrição é individual e gratuita.

     

A Expo Ironman está instalada no estacionamento do Centro de Recepção de Visitantes (CRV) da Itaipu, na Avenida Tancredo Neves, 6731, Vila C, ao lado da Barreira de Controle da usina.

     

No local, além da estrutura para emitir autorizações de entrada, haverá estandes com produtos e serviços dos patrocinadores do evento. O horário de funcionamento será das 9h às 19h, neste sábado (30), e das 9h às 12h, no domingo (31).

     

No domingo haverá a cerimônia de premiação, no Mirante Central da Itaipu. Ônibus partindo do CRV irão transportar os interessados até o mirante. Para este evento, não será necessário credenciamento prévio.

       

Empregados da Itaipu que pretendam assistir à prova também deverão fazer a inscrição na Expo Ironman. Não será permitida a entrada no evento portando somente o crachá de empregado.

     

Para assistir à largada, no Icli

      

A largada dos atletas está prevista para as 9h20 (elite) e 9h30 (geral), no Icli. Haverá ônibus gratuitos, das 6h às 8h da manhã, fazendo o transporte do estacionamento do CRV da Itaipu até o Icli e, depois, novamente até o CRV.

     

Para assistir a essa primeira etapa, de natação, não será necessário retirar a pulseira antecipadamente, mas é preciso ir até o local em um dos ônibus credenciados.

      

Trânsito

     

Os organizadores e órgãos públicos prepararam um esquema de interdição das vias utilizadas no percurso, neste sábado. As vias percorridas serão interditadas total ou parcialmente, conforme a seguinte programação:

    

- das 9h30 às 11h, interdição total das avenidas Inácio Reuter Sattomaior, João Ricieri Maron e Fiorino Brol;

     

- das 9h45 às 11h30, interdição total da Avenida Edésio Fabiano Andrade e da Rua Engenheiro Augusto Araújo;

     

- das 10h às 12h, interdição total da Avenida Andradina e parcial da Avenida Tarquínio Joslin dos Santos;

      

- das 10h às 12h30, interdição parcial da Avenida Tancredo Neves.

     

Turismo suspenso

      

No sábado, não haverá visitas turísticas na Itaipu. Também não serão fornecidas autorizações para empregados acompanharem visitantes.

     

Congresso de Educação

     

Empregados e estudantes do Parque Tecnológico Itaipu e da Unila que precisem ter acesso a esses locais, neste sábado, deverão embarcar nos ônibus a alguns metros de distância dos pontos onde normalmente fazem o embarque. O espaço estará demarcado.

      

Somente será permitido o acesso a veículos autorizados previamente. Participantes do 2º Congresso Internacional de Educação em Ciências, que também ocorrerá neste sábado, deverão embarcar nos ônibus que saem da Unila Centro. O trânsito na usina de Itaipu ficará em apenas meia pista durante determinados períodos.

       

Estudantes e participantes do congresso que desejem acompanhar a prova do Ironman também precisarão se inscrever e retirar a pulseira. Não será permitida a permanência sem a pulseira de identificação.

      

Outras informações

     

Mais informações sobre o Ironman no site oficial do evento: www.ironmanbrasil.com.br.


DA faz reuniões de alinhamento
29/08/2014 | 11h32

A Diretoria Administrativa e a Superintendência de Recursos Humanos (RH.AD) programaram, para a próxima semana, em Foz do Iguaçu e Curitiba, uma série de reuniões de alinhamento e troca de informações relativas à tabela salarial da margem esquerda de Itaipu.

     

A participação é aberta a todos os empregados, conforme cronograma abaixo, dividido por áreas.

   

O empregado de Foz poderá escolher o melhor horário para participar – de manhã ou à tarde. Em Curitiba, a reunião será na quinta-feira (4) de manhã.

   

Veja abaixo como foram divididas as reuniões e qual o melhor dia para participar.

    

Segunda-feira, dia 1º de setembro

   

Público: empregados lotados nos escritórios de Foz do Iguaçu e da central hidrelétrica (CHI).

   

Local: Auditório Integração do Centro de Treinamento (CHI/ME).

   

Horários: das 8h30 às 11h ou das 14h30 às 17.

   

* neste dia haverá transporte com ônibus/vans saindo às 8h10 e 14h10 do Centro Executivo, Almoxarifado, Escritórios da Coordenação e Informática e Escritório Central.

   

Terça-feira, dia 2 de setembro

    

Público: empregados lotados na Diretoria Técnica.

    

Local: Auditório do Edifício de Produção - Cota 145.

   

Horários: das 9h30 às 12h ou das 14h às 16h30.

   

Quinta-feira, dia 4 de setembro

    

Público: empregados lotados no Escritório de Curitiba.

    

Local: auditório do térreo/Treinamento.

    

Horário: das 9h30 às 12h.


Aberta no Fórum de Justiça exposição sobre os 100 anos de Foz do Iguaçu
28/08/2014 | 18h04

Exposição no Fórum de Justiça traz móveis antigos, documentos e processos históricos.

    

Foi aberta nesta quinta-feira (28), no saguão de entrada do Fórum Estadual de Justiça, a exposição Iguassú 1914, com documentos, móveis, processos e fotos que revelam um pouco da história dos 100 anos de Foz do Iguaçu, comemorados neste ano.

      

A exposição – que tem apoio de Itaipu Binacional – também abre as atividades para celebrar os 100 anos do Poder Judiciário na cidade, que serão completados em 2017.

     

O diretor do Parque Nacional do Iguaçu, Jorge Pegoraro; o presidente do TJ, Paulo Vasconcelos; o coordenador da mostra, Geraldo Dutra Neto; e o superintendente de Comunicação Social de Itaipu, Gilmar Piolla.

     

A solenidade de abertura contou com a presença do diretor geral do Fórum, Gabriel Leonardo de Souza Quadros, do presidente do Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná, desembargador Paulo Roberto Vasconcelos, e do presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar), Frederico Mendes Júnior – entre outras autoridades.

     

O presidente da comissão organizadora da exposição, juiz Geraldo Dutra de Andrade Neto, disse que “essa exposição é o nosso presente para os 100 anos de emancipação política de Foz do Iguaçu e a presença do judiciário na comarca”.

     

Detalhe da ata de criação do município, no dia 10 de junho de 1914: documento fundador de Foz do Iguaçu.

      

Para Gabriel de Souza Quadros, a história da cidade se confunde com a história do Poder Judiciário local. “A ata que comprova a instalação da Vila do Iguaçu e depois virou o município de Foz está armazenada no Fórum e está sendo exposta aqui”, afirmou – em nota divulgada pela assessoria de imprensa da prefeitura.

      

Serviço

 

A exposição Iguassú 1914 está aberta ao público, por tempo indeterminado, das 9h às 18h, no Fórum Estadual de Justiça de Foz do Iguaçu (Avenida Pedro Basso, 1.001).

     

Colegas da Jurídica prestigiaram a abertura: Juliano Nogueira, Dariane Donin e Daniel Zancanaro.


FAO lança prêmio de jornalismo nesta sexta (29). Iniciativa tem o apoio da Itaipu
28/08/2014 | 17h58


      
Para valorizar a agricultura familiar e os profissionais de comunicação que trabalham para colocá-la como elo fundamental na cadeia do desenvolvimento sustentável e da segurança alimentar, a Unidade de Coordenação de Projetos da ONU/FAO para a Região Sul do Brasil, organismo da ONU para a agricultura e alimentação, lança, nesta sexta-feira (29), em Curitiba, o 1º Prêmio Agricultura Familiar de Jornalismo – Região Sul do Brasil.
   
O prêmio tem patrocínio da Itaipu Binacional, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE, Sistema das Cooperativas de Crédito Rural – Cresol, Sicredi, Emater – PR, Ministério do Desenvolvimento Agrário, entre outros.
   
No lançamento do prêmio, a binacional será representada por Herlon Goelzer de Almeida, assessor do diretor-geral brasileiro e
coordenador do Sistema de Gestão de Sustentabilidade (SGS) da Itaipu.
    
“O Prêmio Agricultura Familiar de Jornalismo acontece para premiar o jornalismo profissional e chamar a atenção para a importância da agricultura familiar na produção de alimentos e geração de renda no campo”, explica Mário Milani, jornalista, oficial em comunicação da FAO e coordenador do prêmio.
   
Inscrição   

  
Podem participar do prêmio os jornalistas diplomados dos três estados da região Sul, com matérias e reportagens publicadas em veículos de circulação e veiculação periódica, no período de janeiro de 2013 a dezembro de 2014. As inscrições serão feitas no site www.premioagriculturafamiliar.jor.br (no ar a partir do dia 29/08), onde também poderá ser encontrado o regulamento.
    
Os trabalhos poderão ser inscritos em três categorias: jornalismo impresso (jornais e revistas), eletrônico (rádio e televisão) e mídia digital (sites e blogs). Cada participante poderá inscrever até três trabalhos.
     
Segundo Biasi, “serão oferecidos prêmios em dinheiro para os primeiros três vencedores em cada categoria (R$ 10 mil para os primeiros colocados, R$ 5 mil para os segundos e R$ 3 mil para os terceiros) e uma passagem para um país onde a agricultura familiar é destaque para o primeiro colocado em cada categoria”.
    
A premiação dos trabalhos escolhidos pela comissão julgadora, composta por jornalistas, técnicos e dirigentes indicados pela FAO, acontecerá durante cerimônia que será realizada em Curitiba, em março de 2015.


Concluída mais uma etapa das Oficinas do Futuro
28/08/2014 | 17h30

Após uma série de encontros para aprender mais sobre o meio ambiente e a proteção das águas, os 220 integrantes dos projetos Meninos do Lago e Velejar é Preciso – mantidos pelo Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA), da Itaipu Binacional – encerraram, nesta quarta-feira (27), mais uma etapa das atividades de Educação Ambiental da Oficina do Futuro, no Ecomuseu.
   

Jovens participaram dos debates e deram sugestões.
   
Os jovens fizeram um levantamento dos problemas ambientais das comunidades onde moram e se comprometeram a formar um time em defesa dos rios e córregos. “Em água suja não podemos praticar nosso esporte. O jeito é cuidar e incentivar outras pessoas a cuidarem também”, disse o canoísta Felipe da Silva, de 11 anos.
   
O velejador Fernando Castro, de 13 anos, decidiu que vai incentivar os professores e colegas de sua escola a separar o lixo. “Na minha escola não há coleta seletiva. Não podemos continuar misturando o lixo reciclável com o orgânico”, afirmou.
   

"Não vamos deixar sujarem as águas", disse Daniela Sofia.
    
Divulgar para os pais e amigos a importância da reciclagem é a meta da canoísta Daniela Sofia, de 9 anos. “Não quero mais que joguem lixo na rua. Podem sujar a nossa água”.
    
Segundo a coordenadora dos trabalhos, Lucilei Rossasi (MAPE.CD), a oficina foi dividida em três etapas. Primeiro, aprenderam sobre a importância de cuidar da água e manter os rios limpos para a prática do esporte; depois, levantaram os problemas do local onde vivem e, por fim, apresentaram as sugestões para as mudanças. “Procuramos despertar o protagonismo desses jovens, para que não fiquem apenas esperando que os outros façam”.
     

Lucilei falou da importância do protagonismo.
     
Segundo Alexandre Pacheco, da Assessoria da Diretoria Geral Brasileira, essa oficina ajudou no amadurecimento e aprimoramento dos atletas. “Além de serem beneficiados pelos projetos esportivos e educacionais, eles estão tendo a oportunidade de ampliar os conhecimentos e desenvolver olhar crítico sobre o ambiente”.
     
As Oficinas do Futuro continuam. Na próxima etapa, o tema dos trabalhos será Educação Financeira.


Itaipu entrega máquinas em Mercedes
28/08/2014 | 16h33

As comunidades de Linha Sanga Mineira e Gruta, no município de Mercedes, receberam, na terça-feira (26), dois distribuidores de dejetos adquiridos por meio do Programa Cultivando Água Boa, da Itaipu. Os equipamentos permitem distribuir dejetos líquidos e sólidos nas lavouras – uma forma mais econômica e ecológica de fertilização.
     

Prefeita e agricultores receberam o equipamento.
     
A prefeita de Mercedes, Cleci Maria Rambo Loffi, participou da entrega e agradeceu à Itaipu pela importante conquista. A entrega foi feita por Vilmar Freitas, da Divisão de Apoio Operacional (ODRA.CD), gestor  de  Bacias  Hidrográficas da Itaipu.


Conselho da Vila C é Ponto de Cultura de Foz
28/08/2014 | 16h28

O Ministério da Cultura reconheceu nesta semana o Conselho Comunitário da Vila C (CCVC) como um dos novos cinco Pontos de Cultura de Foz do Iguaçu. Com esse aval, durante três anos, o CCVC receberá um recurso de R$ 5 mil mensais para ampliar os trabalhos desenvolvidos em prol dos moradores do bairro.
    

Festa de encerramento das atividades de 2013 do programa Energia Solidária, da Itaipu.
    
Hoje, com o apoio do Programa Energia Solidária, da Itaipu, o Conselho Comunitário atende 2 mil pessoas com cursos profissionalizantes, atividades esportivas, culturais e jurídicas. O objetivo é oferecer mais duas oficinas: de capoeira e street dance.
    
A entidade é avalizada como Ponto de Cultura por atuar nas comunidades contribuindo para o acesso aos meios de formação, produção e circulação cultural. Os valores deverão ser gastos no custeio das atividades e na aquisição de equipamentos e instrumentos para a produção de conteúdos de cultura.
    
“Sem Itaipu, não existiríamos. A Itaipu é nossa parceira e garante o bom andamento do CCVC. Esse reconhecimento veio para somar e nos ajudar a manter nosso trabalho”, explicou o presidente do conselho, Cláudio Vilmar Schneider.
    
Segundo Maria Emília Medeiros de Souza, da AS.GB, para ser contemplado como Ponto de Cultura, a instituição precisa provar a promoção de ações gratuitas junto a crianças, jovens e outros grupos sociais, contribuindo para a democratização da arte e da cultura. “Para nósm, da Itaipu, é uma conquista também, pois nosso objetivo é contribuir para o crescimento das entidades e a busca por novas parcerias”, disse.
    
Novos Pontos
     
Além do CCVC, foram contemplados também o Centro de Direitos Humanos e Memória Popular (CDHMP), Centro de Cultura Popular, Cooperativa de Artesanato da Região Oeste e Sudoeste do Paraná (Coart) e Casa Maria Porta do Céu.  Agora, a Rede de Pontos de Cultura de Foz do Iguaçu contará com 14 entidades, abrangendo diversos segmentos da prática e do fazer artístico e cultural. A expectativa é que, em 2015, Foz seja contemplada com outros 10 Pontos de Cultura.
    
Os Pontos de Cultura colaboram para o fortalecimento institucional dos grupos e coletivos culturais que já desenvolvem ações. Ainda, fomentam a articulação entre arte e cultura e estimulam a promoção da cidadania junto aos segmentos populares da sociedade.
    
Em Foz do Iguaçu, o programa é resultado da parceria entre o Ministério da Cultura (MinC) e a Prefeitura Municipal, com a gestão da Fundação Cultural e da Secretaria Municipal de Educação.
    
Mais Cultura
    
Em todo o país, acontece um processo de fortalecimento do Programa Cultura Viva, ação que desenvolve os Pontos de Cultura. Além da Teia Nacional da Diversidade, ocorrida neste ano com mais de 2,5 mil organizações culturais de todo o Brasil, estão sendo ofertados editais em várias cidades e estados.


Fronteiras da Energia: CIBiogás-ER publica mais uma edição da sua newsletter mensal
28/08/2014 | 15h58

O Centro Internacional de Energias Renováveis – Biogás (CIBiogás-ER) divulgou a edição de agosto da Fronteiras da Energia – newsletter mensal sobre energia e microgeração distribuída, editado pelo jornalista Washington Novaes. Clique aqui para baixar o arquivo.


Prefeitura de Curitiba destaca projeto desenvolvido em parceria com a Itaipu
28/08/2014 | 11h43


Veículos elétricos no Jardim Botânico, um dos principais cartões-postais da capital paranaense. Foto: PMC.

     
O site da Prefeitura de Curitiba divulgou, nesta quarta-feira (27), um texto sobre a utilização de veículos elétricos em serviços públicos sob supervisão da entidade – produto de uma parceria com a Itaipu, Renault-Nissan e Ceiia. É o Curitiba Ecoelétrico.
  
A notícia pode ser vista no link http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/uso-de-carros-eletricos-pela-prefeitura-reduz-poluicao-e-garante-economia/33940.
  
Ou então veja, abaixo, a reprodução na íntegra.
   
Uso de carros elétricos pela Prefeitura reduz poluição e garante economia
  
Os dez veículos puramente elétricos que integram a frota da Prefeitura desde junho, como parte do projeto Ecoelétrico, geraram uma economia de 83% no gasto com combustíveis, em relação ao que seria gasto se os mesmos automóveis fossem movidos a gasolina.
  
Em dois meses, a economia com combustível somou R$ 4,6 mil  e foram gastos R$ 791 em energia elétrica necessária para que os carros percorressem mais de 15,8 mil quilômetros. A coordenadora do projeto Ecoelétrico na Prefeitura, a vice-prefeita e secretária do Trabalho e Emprego, Mirian Gonçalves, disse que se o projeto fosse ampliado para 10% da frota da Prefeitura, a economia, considerando o mesmo período de operação, poderia chegar a R$ 182,4 mil.
  
Os dados ambientais também são positivos. O uso desses carros poupou a emissão de duas toneladas de CO2 na atmosfera de Curitiba e economizou 1.582 litros de gasolina, o que equivale a dez barris de petróleo. “É um projeto que tem a cara de Curitiba, inovador, sustentável e que agrega valor ao Município”, afirma Mirian Gonçalves.
  
O projeto faz parte do plano de governo da atual gestão, dentro do programa Curitiba Mais Inteligente, que procura inovação para a melhoria do serviço público.
  
A frota municipal de veículos elétricos não gera custos à Prefeitura. Um contrato de comodato foi firmado por dois anos entre os parceiros do projeto Aliança Renault-Nissan, Itaipu Binacional e Ceiia e compreende ainda a assistência técnica da Renault 24 horas. O projeto é considerado a primeira ação da capital paranaense visando o cumprimento das recomendações do termo de compromisso para a redução das emissões de gases e de riscos climáticos, assinado pelo prefeito Gustavo Fruet, durante a conferência C - 40, em Johanesburgo, África do Sul.
  
Os dez veículos em operação (cinco Zoe, três Kangoo e dois Twizy)  são utilizados pela Guarda Municipal, Secretaria de Trânsito, pelo Instituto Curitiba de Turismo e pelo gabinete do prefeito.
 
Os carros utilizados pela Guarda Municipal foram os que obtiveram o maior desempenho e chegaram a percorrer em um só dia 140 quilômetros. “O veículo é prático, silencioso e tem auxiliado a guarda em suas atividades”, afirma o Inspetor Frederico Carvalho, diretor da Guarda Municipal. Ele comenta que os dois veículos Twizy, utilizados para monitorar os parques Barigui e Tanguá, por apresentarem design diferenciado chamam a atenção por onde passam. “São os campeões de ‘selfies’ dos frequentadores e turistas dos parques”, conta.
  
Na Guarda, os veículos servem na ronda e patrulhamento de parques e, ainda, como módulo móvel circulando pelas praças. Na Setran são utilizados no programa de escola pública do trânsito e como suporte às atividades de fiscalização de seus agentes e em seu departamento de mobilidade. Já no Instituto Curitiba de Turismo, os veículos são usados em postos móveis de informações turísticas.
  
Os 60 usuários dos veículos elétricos na Prefeitura receberam curso de capacitação para a operação dos veículos e dos eletropostos. As aulas foram ministradas pelos parceiros e coordenadores técnicos do projeto.
  
Frota pública
  
O Ecoelétrico é o maior projeto de veículos puramente elétricos do país destinados à frota pública. Constituído em parceria entre a Prefeitura de Curitiba, Itaipu Binacional, Aliança Renault-Nissan e CEIIA (Centro para Excelência e Inovação na Indústria Automóvel), de Portugal, o projeto atende às demandas do município em seu programa de mobilidade urbana sustentável.
 
Foram implantados em Curitiba oito postos de abastecimento (eletropostos) sensorizados para a captura de dados e conectados em tempo real ao sistema de mobilidade inteligente (mobi.me). Eles estão instalados em sete diferentes locais: Praça Rui Barbosa, Parque Tanguá, Parque Barigui, Secretaria de Administração, Prefeitura- Palácio 29 de Março, Setran- Prado Velho e Jardim Botânico.
  
Todo o sistema pode ser monitorado online, pelo site http://www.ecoeletrico.curitiba.pr.gov.br, pelo qual os interessados podem verificar as atualizações de indicadores sobre o CO2 poupado, energia consumida, número de viagens e distâncias percorridas. Já estão em desenvolvimento novos indicadores que devem agregar ainda mais informações sobre a operação do projeto.

  
O JIE publicou
  
Curitiba Ecoelétrico já reduziu quase 2 toneladas de emissões de CO2


PRIMEIRA ANTERIOR 1 2... PRÓXIMA ÚLTIMA