Vianna é condecorado com medalha da Ordem do Pinheiro

Vianna é condecorado com medalha da Ordem do Pinheiro

10h36 - 20/12/2017

Richa (esq) e Rossoni (dir) entregaram a comenda ao DGB nesta terça-feira pela manhã.

O diretor-geral brasileiro, Luiz Fernando Leone Vianna, recebeu nesta terça-feira (19), a mais alta honraria do Estado do Paraná, na classe de Grande Oficial. A medalha da Ordem do Pinheiro foi entregue pelo governador Beto Richa e pelo chefe da Casa Civil, Valdir Luiz Rossoni. A condecoração faz parte da comemoração pelos 164 anos da Emancipação Política do Paraná.

Na ocasião, a medalha foi entregue a 60 personalidades da cultura, política, economia, empresários, artistas, escritores, lideranças religiosas, expoentes dos esportes, do Poder Judiciário e profissionais de diversos segmentos, durante solenidade pública no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

Reconhecimento

Para Vianna, a comenda é motivo de grande satisfação. “Não apenas a minha trajetória profissional é reconhecida, mas também como cidadão paranaense. É um momento de muita emoção”, afirmou.

"É um atestado de gratidão paranaense a todos que contribuem com relevância ao desenvolvimento do estado”, disse o governador Beto Richa. “São pessoas dos mais distintos setores, que fazem a diversidade, a pluralidade e a riqueza de nosso estado e de nosso País”, completou. 

Em seu pronunciamento, o governador reverenciou o empenho dos cidadãos que lutam pela construção de um estado pujante e afirmou que o Paraná tem trabalhado com eficiência para reduzir as desigualdades sociais, apresentando um breve panorama. “De 2011 a 2017 houve uma redução de 57% no número de pessoas extremamente pobres, enquanto no Brasil a redução foi de 39%”, comparou Richa.

O governador também destacou que o Paraná foi o segundo estado que mais reduziu beneficiários do Bolsa-Família. “Houve um decréscimo de 17%. Isso prova que os cidadãos se tornaram menos dependentes. E este é o caminho. Vamos continuar avançando”, afirmou. 

Richa ainda ressaltou que a trajetória percorrida pelo Paraná nesses 164 anos é marcada pela busca incessante do desenvolvimento socioeconômico, que tem projetado o estado como um dos pilares da economia do País. Ele fez referência à expansão industrial dos últimos anos, aos avanços nos indicadores do PIB e aos investimentos aplicados em diversos setores. 

Como porta-voz dos homenageados, a vice-governadora Cida Borghetti fez um agradecimento à iniciativa estadual de reconhecer o trabalho de brasileiros que contribuem para o desenvolvimento do Paraná e do Brasil. “É uma honra receber a Ordem Estadual do Pinheiro em um dia tão expressivo e emblemático para o nosso Estado. Somos todos protagonistas desta história de 164 anos da emancipação política do Paraná”. 

Histórico

A Ordem Estadual do Pinheiro é o símbolo do reconhecimento do Governo do Estado a pessoas que se destacam em suas profissões e atuação pública, contribuindo para a divulgação e crescimento cultural, econômico, político e social do Paraná. Criada em 1972, a comenda é atribuída nos graus Grã-Cruz, Grande Oficial e Comendador. Para a escolha dos homenageados, organizações da sociedade civil fazem as indicações dos nomes. O processo passa por uma comissão do Governo do Estado, formada pela Casa Civil, Chefia de Gabinete do Governador, Casa Militar e Secretaria da Cultura.

Presenças 

A cerimônia de outorga foi marcada pela presença de diversas autoridades políticas, militares, empresários, amigos e familiares dos agraciados.  

Participaram da solenidade o ministro da Saúde, Ricardo Barros; a secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; os secretários de Estado da Cultura, João Luiz Fiani; do Planejamento e Coordenação Geral, Juraci Barbosa Sobrinho; da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho; da Administração e Previdência, Fernando Ghignone; da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara; da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Artagão Júnior; da Comunicação Social, Deonilson Roldo; do Esporte e do Turismo, Douglas Fabrício; e do Cerimonial e Relações Internacionais, Ezequias Moreira; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; o chefe da Casa Militar, coronel Élio de Oliveira Manoel; os presidentes da Sanepar, Mounir Chaowiche; da Fomento Paraná, Vilson Ribeiro de Andrade; e do Tribunal de Contas do Estado, Durval Amaral; o procurador-geral do Estado, Paulo Rosso; o ex-governador Mário Pereira; e os deputados estaduais Maria Victória Borghetti Barros; Tiago Amaral, Pedro Lupion, Doutor Batista, Cristina Silvestri, Márcio Pauliki, Plauto Miró, Bernardo Ribas Carli, Alexandre Curi e Gilson de Souza.

Versão para impressão