Três jovens atletas participam dos Jogos Sul-Americanos Escolares, na Bolívia

Três jovens atletas participam dos Jogos Sul-Americanos Escolares, na Bolívia

10h24 - 13/12/2017


A 23ª edição dos Jogos Sul-Americanos Escolares, na Bolívia, contou com representantes iguaçuenses nas competições. (Crédito: Abdem).

Três adolescentes do projeto Jovens Atletas - Campeões do Futuro, patrocinado pela Itaipu Binacional, estiveram entre os mil participantes dos Jogos Sul-Americanos Escolares, realizados de 2 a 10 de dezembro. A competição reuniu representantes de 11 países, com idade entre 12 e 14 anos. A cidade de Cochabamba, na Bolívia, foi sede da disputa.

Apesar de já terem participado de mundiais escolares, esta foi primeira vez que jovens do projeto estiveram entre os competidores sul-americanos. Os esportistas iguaçuenses representaram o Brasil no atletismo.

Dos três participantes, Caio Vinicius Neres foi quem conquistou a melhor classificação. Ele ficou em segundo lugar no lançamento de disco. Beatriz Cristado dos Santos competiu no salto em distância e garantiu a quarta colocação. Maria Eduarda Ferreira Barbosa, que disputou a modalidade salto em altura, ficou com o nono lugar.

Para chegar até o Sul-Americano, os atletas disputaram várias etapas. Na fase regional, foram classificados os dois primeiros colocados. Depois, eles passaram para a fase macrorregional. Após essa etapa, saíram os atletas da fase final em âmbito estadual. A partir desta classificação, os atletas partiram para o campeonato brasileiro. Nesta fase, os jovens com os melhores resultados no Brasil foram convocados ao Sul-Americano Escolar.

Para Sérgio Muniz dos Santos, técnico da equipe iguaçuense de atletismo, as competições internacionais permitem aos jovens o aprimoramento da técnica, a partir do contato com os melhores atletas de cada país, e a medida que buscam o melhor resultado.

Jovens Atletas

O Projeto Jovens Atletas – Campeões do Futuro auxilia 115 desportistas entre atletas e paratletas, distribuídos em 27 modalidades de atletismo, como corrida, arremesso e saltos. A meta do projeto é de alcançar o número de 160 vagas.
A iniciativa foi criada em outubro de 2012, a partir da assinatura de um convênio com a Itaipu Binacional por meio do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA).

Além de Itaipu, que custeia parte das viagens, alimentação, transporte, equipamentos e equipe técnica dos atletas, o Jovens Atletas conta com o apoio da Secretaria Municipal do Esporte e de outras empresas do município.

Versão para impressão