Seminário debate estudos estratégicos, geopolítica e integração regional

Seminário debate estudos estratégicos, geopolítica e integração regional

09h17 - 12/06/2018

Fonte: Unila

A UNILA sedia o 1º Seminário Internacional de Estudos Estratégicos, Geopolítica e Integração Regional: desenvolvimento e soberania na América do Sul, que será realizado de 19 a 23 de junho, nas unidades UNILA-PTI e UNILA-Jardim Universitário. As inscrições para participação como ouvintes são gratuitas e podem ser feitas no site do evento até o dia 15 de junho.

A expectativa dos organizadores é reunir mais de 300 pessoas no evento. A conferência de abertura será realizada no dia 19 de junho, às 18h, pelo embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, que exerceu os cargos de secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores (2003-2009) e de ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos (2009-2010), e foi alto representante-geral do Mercosul (2011-2012).

“É um evento pensado para se fazer uma análise de todo esse conjunto de crises globais e como elas têm afetado a América Latina e a América do Sul em específico”, comenta o professor de Relações Internacionais da UNILA Lucas Kerr de Oliveira.

Para isso, os temas de debate foram divididos em três grandes eixos: perspectivas para o desenvolvimento; geopolítica, estudos estratégicos e defesa; e desafios para a integração regional. Os debates estão concentrados à tarde e à noite. As manhãs estão reservadas para os mais de 80 trabalhos inscritos e que foram distribuídos em 11 grupos temáticos.

Entre os 35 palestrantes, estão professores de diferentes universidades do Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e representantes de entidades como a Fundação pela Integração Latino-Americana (Fila), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES/Brasil), Associação Brasileira de Estudos de Defesa (Abed), Centro de Análisis y Difusión de la Economía Paraguaya, Instituto Argentino para el Desarrollo Económico (Argentina), Asociación Alberto Methol Ferré (Uruguai). Também participam do debate Katiuska Mantilla, ex-ministra de Economia e Finanças do Equador, e Guillermo Carmona, deputado do Parlasul (Argentina), entre outras autoridades.

A mesa de encerramento terá a presença dos prefeitos das três cidades da fronteira, que irão debater os “Desafios para a integração regional na Tríplice Fronteira Brasil-Argentina-Paraguai”. A intenção, segundo Kerr, é mostrar que “a fronteira é um lugar estratégico para se pensar a integração e que a UNILA é parte desse processo". “As realidades são diferentes, mas têm semelhanças. Na nossa interpretação, UNILA e Itaipu são elementos diretamente envolvidos nesse debate sobre integração”, completa. Embora as prefeituras das cidades fronteiriças sejam envolvidas em trabalhos de outras áreas, é a primeira vez, comenta o professor, que a UNILA recebe dirigentes de Foz do Iguaçu, Puerto Iguazú e Ciudad del Este para discutir questões de integração e geopolítica.

O evento é uma iniciativa do Núcleo de Estudos Estratégicos, Geopolítica e Integração (NEEGI), em associação com o mestrado em Integração Contemporânea da América Latina (ICAL), e do Centro Interdisciplinar de Integração e Relações Internacionais (CIIRI) e conta com uma ampla rede de apoiadores.

A ideia, segundo Kerr, é que o seminário seja realizado, nos próximos dois anos, em instituições de outros países, como Argentina e Uruguai, para manter o caráter internacional do evento.

Versão para impressão