Samek agradece aos empregados da Itaipu e dá boas-vindas aos novos diretores

Samek agradece aos empregados da Itaipu e dá boas-vindas aos novos diretores

19h42 - 14/03/2017

Em mensagem eletrônica enviada a todos os empregados da Itaipu, no fim da tarde desta terça-feira (14), o ex-diretor-geral brasileiro, Jorge Samek, despediu-se dos colegas de empresa e agradeceu o apoio que recebeu durante os 14 anos da sua gestão – ressaltando pontos que considera importantes na sua jornada à frente da binacional, onde, segundo ele, viveu alguns dos seus "melhores e mais produtivos anos da carreira profissional".

Confira abaixo, na íntegra.

Mensagem
do Eng. Jorge Miguel Samek aos empregados da Itaipu.

"Após cumprir uma longa missão na Itaipu, chegou a hora de despedir-me e, ao fazê-lo, só tenho palavras de agradecimento e reconhecimento. O mantra da gratidão — que muitos de vocês me ouviram repetir tantas vezes — é o que melhor expressa o meu sentimento ao deixar de integrar o quadro de colaboradores desta entidade. Afinal, foi aqui que vivi alguns dos melhores e mais produtivos anos da minha carreira profissional.

Considero um imenso privilégio ter podido trabalhar com pessoas tão qualificadas, motivadas e dedicadas. O comprometimento de cada um de vocês foi a energia que sempre me moveu a dar o melhor de mim. Tudo o que logramos realizar nesta gestão só foi possível porque a Itaipu dispõe de uma extraordinária equipe de empregados. Na último dia 8 de março, tive a oportunidade de dar as boas-vindas a um grupo de 26 novos empregados. Disse a eles que estavam entrando na Itaipu no melhor momento da sua história, destacando como principal evidência a produção recorde alcançada em 2016.

Compareci a todas as 29 edições do Programa de Integração do Novo Empregado (Pine) — pelas quais passaram os 945 empregados contratados desde 2006 — para cumprir o papel institucional de apresentar a visão da entidade e comunicar a esses profissionais o que a Itaipu esperava de cada um deles. Nesses encontros, recomendei que eles se espelhassem e seguissem o exemplo dos empregados mais antigos.

 Além de poder compartilhar conhecimentos técnicos que só se adquirem na prática, os empregados com mais tempo de casa são os melhores formadores da nova geração de colaboradores, transmitindo-lhes os valores e a ética de trabalho que formam o ethos da Itaipu. Esta estratégia garantiu o êxito do processo de renovação de mais de dois terços do quadro funcional em pouco mais de uma década.

O contato com os novos empregados foi uma das experiências mais gratificantes. Nada me proporcionava maior satisfação do que encontrar jovens formados pelas instituições de ensino superior de Foz do Iguaçu e região, muitos deles ex-estagiários e ex-integrantes do Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho (PIIT).

Muitos desses profissionais são filhos e netos de ex-barrageiros e ex-empregados. Isso mostra o quanto a Itaipu está hoje inserida na vida da comunidade do seu entorno. Eu não poderia deixar de registrar, também, meu profundo agradecimento a todos os diretores e conselheiros brasileiros que me acompanharam nessa jornada.

Igualmente importante para mim foi o excelente entendimento que construímos com os paraguaios. O entrosamento entre as equipes das duas margens tem sido determinante para os resultados positivos apresentados pela Itaipu.

Assim, pelo muito especial intermédio do diretor-geral paraguaio, James Spalding, transmito a minha mais profunda gratidão e respeito a todos os colegas paraguaios com quem eu convivi na Diretoria Executiva e no Conselho de Administração.

Se há uma lição definitiva que aprendi na Itaipu é a importância de praticar a arte do diálogo para chegar ao consenso, baseado no respeito e confiança recíproca.

Nesta época em que estão sendo construídos novos muros, espero que o incontestável êxito deste empreendimento binacional sirva como exemplo para o mundo de que a integração e a cooperação solidária são o único caminho para a paz duradoura e o desenvolvimento sustentável.

Por fim, parabenizo os novos diretores da Itaipu e a eles formulo meus melhores votos de sucesso no cumprimento da missão pública que lhes foi confiada. Tenho certeza de que o novo diretor-geral brasileiro, Dr. Luiz Fernando Leone Vianna, encontrará o mesmo apoio que recebi dos profissionais de Itaipu, com a vantagem de que ele já traz na bagagem um larga experiência como gestor no setor elétrico.

Meu mais sincero muito obrigado a todos e todas com quem convivi nesta caminhada e
Meu melhor e mais caloroso abraço!"

Jorge Miguel Samek
Ex-diretor-geral brasileiro

Versão para impressão