Rei de Gana visita Itaipu para conhecer melhor o projeto binacional

Rei de Gana visita Itaipu para conhecer melhor o projeto binacional

12h27 - 10/10/2017


Alexandre Teixeira (à esquerda) e o rei Tutu II: fortalecimento das relações diplomáticas entre os dois países.

Interessado nos aspectos binacionais de Itaipu, o rei de Gana, Otumfuo Nana Osei Tutu II, esteve na usina nessa segunda-feira (9) para conhecer mais sobre o empreendimento. O país africano está construindo uma hidrelétrica em parceria com o vizinho Togo, com quem tem 877 km de fronteira.

O rei do império Ashanti, maior autoridade do País, ao lado do presidente, foi recebido pelo assistente da Diretoria Geral Brasileira de Itaipu, Alexandre Teixeira, e pela superintendente de Comunicação Social da empresa, Patrícia Iunovich. Ele foi acompanhado pela embaixadora de Gana do Brasil, Regina Appiah-Sam, e por uma comitiva de técnicos. Foz do Iguaçu foi escolhida como a porta de entrada de Tutu II no País.


Comitiva do rei Tutu II durante visita à Itaipu.

Segundo Teixeira, o rei tem interesse em conhecer melhor o Tratado de Itaipu para usá-lo como referência no empreendimento binacional. Atualmente, Gana trabalha no projeto de uma hidrelétrica no Rio Oti, em Jualé, região togolesa de Bassar-Bandjeli.

A potência nominal estimada é de 87 megawatts (MW), com produção acumulada anual na casa de 405 gigawatt-hora (GWh). Durante a visita, o assessor lembrou que em 2016, ano do recorde mundial de produção de energia de Itaipu (103,09 milhões de MWh), um total de 103 ganeses visitaram a usina.

O grupo durante passagem pela Cota 225.

Brasil e Gana mantêm relações diplomáticas desde 1960, segundo informações da agência Senado. A estimativa é que quase 100 brasileiros vivam no país africano, que importa do Brasil especialmente açúcar, móveis, carnes, construções pré-fabricadas, entre outros.  Construtoras brasileiras atuam em solo ganês, como a Usibras e Brazil Agrobusiness.

Veja mais imagens da visita:


 

Versão para impressão