PTIs do Brasil e do Paraguai assinam convênio de cooperação

PTIs do Brasil e do Paraguai assinam convênio de cooperação

08h51 - 16/03/2017

A troca de conhecimento científico e tecnológico, a transferência de experiências inovadoras de interesse comum e a colaboração entre os parques tecnológicos Itaipu do Brasil e do Paraguai ganharam um impulso nesta quarta-feira (15), quando foi assinado o convênio marco de cooperação interinstitucional entre as duas instituições.
 
A solenidade de assinatura do convênio foi na sede do PTI-PY, na cidade de Hernandarias. Como o próprio termo se refere, o documento é um marco para futuros convênios que devem ser celebrados entre os parques tecnológicos, em projetos que devem contribuir para o desenvolvimento dos dois países.
 
O diretor superintendente da Fundação Parque Tecnológico Itaipu, do Brasil, Juan Carlos Sotuyo, destacou a possibilidade dos parques tecnológicos contribuírem com processo de desenvolvimento industrial que o Paraguai vivencia atualmente. Isso por meio de uma mudança na forma de trabalhar com a educação, a ciência, a inovação e a tecnologia. “Para que os jovens passem a contribuir com esse desenvolvimento, com a agregação de tecnologia, de inovação e a geração de novas empresas como startups”.
 
“Se há uma instituição no Paraguai que deve encabeçar um processo de revolução científica e tecnológica, se chama PTI-PY”, ressaltou Sotuyo. O diretor superintendente reforçou a disposição da Fundação PTI de colaborar com esse processo. “Quero reafirmar o compromisso do PTI Brasil em ampliar e estreitar cada vez mais esse relacionamento. Todos os centros e todos os nossos espaços estão abertos para os colegas do PTI-PY, para que nos aproximemos cada vez mais”, disse.
 
A diretora executiva do PTI-PY, Maria Teresa Peralta, comentou que a assinatura do convênio, para a instituição, é fundamental, em virtude da possibilidade do avanço em diversos convênios específicos. Ela falou da colaboração de ambas as margens e elogiou o apoio de Sotuyo desde que ela assumiu o cargo. “Foi a primeira pessoa que visitei, antes de assumir o cargo. Tive uma receptividade tremenda, nenhum obstáculo, nenhuma dificuldade para trabalhar”, afirmou.
 
Participaram da cerimônia de assinatura também o diretor administrativo-financeiro da Fundação PTI Brasil, Valdir Antonio Ferreira, e a diretora técnica do PTI-PY, Myriam Torres de Segovia. 

Fonte: PTI

Versão para impressão