Pavões em polvorosa: temporada de reprodução da espécie "colore" o Centro Executivo

Pavões em polvorosa: temporada de reprodução da espécie "colore" o Centro Executivo

15h58 - 08/11/2017


"Me olhe, me ame": na nossa licença poética, uma leitura sobre o ritual de acasalamento dos pavões e pavoas.

A temporada de reprodução de pavões, entre setembro e janeiro, tem afetado a rotina de quem trabalha no Centro Executivo. É quase impossível não prestar atenção no colorido vibrante do machos da espécie, que tem andado de um lado para o outro com a cauda aberta, atitude de cortejo das fêmeas. O desespero dos pavões é compreensível: embora vivam até uma média de 16 anos, a idade reprodutiva vai de dois anos e meio aos seis anos. Não dá para perder tempo!

Quem quiser ver a exuberância que rende ao pavão a fama de bicho exibido, também deve passar logo no Centro Executivo. Depois da reprodução e do acasalamento, as penas caem - e o colorido leva um tempo para retornar.

Abram alas: o pavão quer passar!

Versão para impressão