Organização da Termatalia faz reunião para discutir detalhes da programação

Organização da Termatalia faz reunião para discutir detalhes da programação

16h49 - 29/11/2017

A 18ª edição da Feira Internacional de Turismo Termal, Saúde e Bem-Estar, a Termatalia, que será realizada em Foz do Iguaçu (PR), em setembro de 2018, com apoio de Itaipu Binacional, será a melhor e mais representativa da história do evento. A avaliação é do diretor da Fundação Feiras e Exposições de Ourense, a Expourense, Alejandro Rubín, responsável pela organização da feira.

Luiz Fernando Vianna coordenou a reunião de trabalho no Centro Executivo. Primeiros detalhes da programação começam a sair do papel.

Rubín esteve em Foz do Iguaçu nesta quarta-feira (29) para discutir detalhes da programação. A reunião de trabalho, no Centro Executivo da binacional, contou com a presença da vice-governadora do Estado, Cida Borghetti, do diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna, e do secretário municipal de Turismo, Gilmar Piolla – que representou o prefeito Chico Brasileiro.

Também participaram a diretora de Relações Institucionais da Termatalia, Emma González Diéguez; o vice-presidente da Organização Mundial de Termalismo e delegado da Termatalia no Brasil, Fábio Lazzerini; o assessor especial do diretor-geral de Itaipu, Alexandre Teixeira; e Jaime Nelson Nascimento, um dos responsáveis pelo turismo de Itaipu.

“A presença da vice-governadora, do diretor-geral de Itaipu e do secretário de Turismo [nesta reunião] demonstra o compromisso que Foz do Iguaçu e o Paraná têm com o evento”, afirmou Rubín. “Eu estou convencido, e espero não me equivocar, de que vamos fazer aqui, em Foz do Iguaçu, a melhor edição da história. Eu creio, inclusive, que vamos superar a Termatalia que se faz na Espanha, que é sede da feira”, completou.

A vice-governadora do Estado, Cida Borghetti, destacou a importância do termalismo para a economia e para a saúde da população.

Segundo ele, uma série de circunstâncias conspira para o sucesso da edição paranaense – entre elas, o fato de a cidade estar localizada numa região de tríplice fronteira, ao lado do Paraguai e da Argentina, e abrigar maravilhas da Natureza (as Cataratas do Iguaçu) e da engenharia (a própria usina de Itaipu) reconhecidas mundialmente.

Rubín destacou ainda que a Argentina é hoje um dos países que mais apoiam o termalismo no mundo, especialmente como fonte de promoção do turismo. “E temos na região a presença do Paraguai. Por isso, sempre digo: são três países e um destino. O destino, Foz do Iguaçu; os países, Brasil, Argentina e Paraguai.”

O organizador disse esperar que outros Estados brasileiros, que têm águas termais em seus territórios, participem da feira e aproveitem a presença dos maiores especialistas do mundo no segmento, além da imprensa especializada e dos operadores de turismo. Segundo ele, mobilizar as outras regiões do País é o grande desafio que a organização e os parceiros têm de agora em diante.

O DGB aproveitou a reunião para presentear Alejandro Rubín com a camiseta comemorativa dos 2,5 bilhões de MWh.

Cida Borghetti disse não ter dúvidas de que a cidade e a região estarão prontas para receber os convidados e assegurar o sucesso da Termatalia. “Foz do Iguaçu conta hoje com uma hotelaria espetacular, internacional, além de centro de eventos e áreas importantes para sediar e dar as boas-vindas a todos que vêm participar desse encontro importante”, afirmou.

De acordo com a vice-governadora, o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as Cataratas do Iguaçu, é um dos principais cartões-postais do Brasil para o mundo e realização da feira na cidade ajudará a divulgar o destino – além de impulsionar a economia da região. “Participarão da Termatalia representantes de mais de 40 países”, estimou.

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna, coordenou a reunião e também destacou a importância do turismo para a economia da região. “O turismo termal complementa o turismo convencional e contribui para que os hotéis e restaurantes tenham movimento o ano todo”, disse. “Além disso, não podemos nos esquecer da importância das águas termais para a saúde e a qualidade de vida das pessoas.”

A programação da Termatalia está em fase de elaboração, mas alguns detalhes já foram antecipados pelos organizadores – como um evento científico sobre água e termalismo, com a participação de representantes da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade do Sul (Unisul), também de Santa Catarina, e as universidades espanholas de Vigo, de Santiago de Compostela e Complutense, de Madri.

A Termatalia 2018 também será apresentada durante a Feira Internacional de Turismo (Fitur), uma dos maiores eventos do segmento do mundo, que ocorre em janeiro, na capital da Espanha.

Versão para impressão