Muito além da produção de energia, Itaipu busca atingir novas marcas em gestão

Muito além da produção de energia, Itaipu busca atingir novas marcas em gestão

12h23 - 24/10/2017


Oscar Motomura, da Amana-Key, conduziu o workshop para gestores de Itaipu.

Quais são os custos invisíveis que podem comprometer a unidade numa organização? Durante três dias, de sábado (21) a segunda-feira (23), a diretoria brasileira de Itaipu e um grupo gerencial - formado por assistentes, superintendentes e assessores especiais - refletiram esta e outras questões durante o Workshop de Alinhamento Estratégico, na sede da consultoria Amana-Key, em Cotia (SP).

A importância do entendimento do propósito e da missão da empresa, de ajuda mútua e o equilíbrio entre a valorização dos aspectos técnicos e a valorização do lado humano do corpo funcional foram alguns dos pontos colocados à mesa. "Muitas vezes é a não observância dessas sutilezas que pode atrapalhar o alinhamento. Elas podem não ser vistas, mas estarem presentes o tempo todo nos sabotando", disse Oscar Motomura, um dos grandes nomes mundiais da gestão empresarial, fundador da Amana-Key.

Mas o que precisamos fazer para diferenciar as questões periféricas das estratégicas para dar foco ao que realmente importa? Para ajudar a dar esse direcionamento, a Itaipu convocou Motomura. A ideia é construir uma sinergia entre a alta direção e os colaboradores de funções operacionais para a compreensão total do player de Itaipu, de quem somos, da nossa missão e para onde vamos.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna, a realização desse workshop nesse momento é extremamente importante, pois a atual diretoria brasileira está à frente de Itaipu há pouco mais de seis meses. “Não podemos perder tempo. Precisamos mostrar para todo o nosso corpo funcional que estamos totalmente comprometidos com uma gestão transparente, humanizada, de valorização das pessoas. Não é só conversa, é prática”, afirmou.


O diretor debateu as questões trazidas pela consultoria: toda diretoria está comprometida em aplicar os ensinamentos da Amana-Key.

Como desdobramento desse trabalho, o RH vai organizar em breve um workshop voltado para gerentes de departamento e de divisão. A data ainda não foi definida, mas a intenção é que esse cronograma seja agilizado. "O alinhamento tem que ser entre todos. Precisa ser comunicado para a equipe. Não vai acontecer de uma hora para a outra, mas precisa ter um início", disse Vianna.

Entre outras questões práticas de melhoria, o workshop definiu, com base em entrevistas com o corpo funcional (depoimentos colhidos durante a palestra do Motomura na empresa, há pouco mais de um mês), um mapa sistêmico, 12 princípios e o credo  da Itaipu que vão reger ou posicionar a organização perante seus públicos internos e externos.

Também será feito um vídeo com o diretor-geral sobre perguntas frequentes que são comuns de serem ouvidas nos corredores da organização. Tudo será feito sem filtro para que as ações tenham credibilidade e não fiquem dúvidas entre o que se fala (o discurso) e o que se pratica.

“Nada ficará sem resposta”, adiantou Vianna. “Vamos explicar o orçamento, por que e quanto estamos investindo em projetos sociais e ambientais, em atualização tecnológica, como estamos nos preparando para 2023, entre outros temas”, disse o diretor. “Fomos nomeados para um mandato de cinco anos e queremos honrar esse compromisso fazendo uma gestão em que as pessoas se sintam respeitadas e consigam compreender o papel de cada uma delas nesse processo”.

Vianna complementa: “somos muitos mais do que uma geradora de energia com recordes de produção, somos uma empresa de pessoas com alto nível de entrega e expectativa de retorno pessoal e profissional. Queremos ser sim uma empresa com pessoas felizes.”

Outras ações


Foram três dias de aprendizado intenso, que agora será aplicado na gestão da margem esquerda.

Desde o início da atual gestão, a diretoria de Itaipu tem adotado iniciativas de aproximação com o empregado e de aumento da transparência nas relações entre gestores e pessoas que atuam em áreas administrativas e operacionais. Os encontros presenciais de empregados com o DGB, no Bate-Papo com o Vianna, e a criação do Fale com o Vianna, canal direto e on-line com o corpo funcional, ajudou a aproximar a diretoria dos colaboradores da empresa e está alinhada à perspectiva de uma gestão mais humanizada.

O Bate-Papo com o Vianna já tem colhido resultados efetivos. Entre eles estão as mudanças no programa de mobilidade funcional interna, previstas para serem anunciadas em breve.

A criação do Operação Online dentro do aplicativo Itaipu Mobile foi outra forma de levar informações técnicas da usina, praticamente em tempo real, a todos os colegas da empresa. Com o sistema, é possível ver quanto de energia a usina de Itaipu está produzindo e a disponibilidade de potência para a produção. A sugestão também foi do diretor-geral brasileiro.

Bate-Papo com o Vianna foi adotado para aproximar o diretor do corpo funcional.

Versão para impressão