Kaminski foca em bom planejamento junto a municípios

Kaminski foca em bom planejamento junto a municípios

08h51 - 17/01/2018

À frente da Diretoria de Coordenação da Itaipu Binacional desde dezembro do ano passado, a palavra-chave que rege os trabalhos do engenheiro agrônomo Newton Luiz Kaminski é planejamento.

“Temos um plano de ação para a região Oeste que vem sendo desenvolvido há bastante tempo. Em 2003 tivemos a ampliação desses projetos aos 29 municípios da Bacia do Paraná 3 e agora para os 54 de todo o Oeste do Paraná, mas o que é importante para nós, especialmente por uma questão histórica, é ter uma aproximação e um atendimento diferenciado aos municípios lindeiros”, declara Kaminski.

Terceiro colaborador de carreira a ser nomeado diretor na história da hidrelétrica, ele ocupava a Superintendência de Obras e Desenvolvimento há 13 anos e, neste mês, completa 30 de atuação na binacional.

A perspectiva, de acordo com ele, é de bons projetos a serem desenvolvidos na região beira-lago, a exemplo do estudo apresentado na semana passada a dez municípios pela Itaipu e Adetur. “Os municí- pios poderão ter uma exploração mais econômica e sustentável das suas áreas de lazer e é isso muito satisfatório para nós”, celebra.

Além disso, ainda no ano passado, foram fi rmados convênios entre os municípios margeados pelo reservatório e a binacional para a revitalização das praias artifi ciais. Segundo ele, os municípios já foram orientados a pedirem a renovação da concessão de uso das áreas do reservatório com base nas mudanças dos comodatos.

“Conforme os projetos forem sendo trabalhados, apresentados e concluídos pelas prefeituras dentro do formato do plano de trabalho da Itaipu, estaremos licitando e esperamos que no máximo até março todos estejam conveniados para que até a próxima temporada de verão todas as áreas estejam revitalizadas”, estima Kaminski.

Outra proposta que deve tomar corpo nos próximos meses são projetos voltados a Energias renováveis, tanto para o uso de sistema voltaico quanto biogás, permitindo, conforme o diretor de Coordenação, que a região também tenha autossuficiência em geração de Energia em alguns empreendimentos públicos, como é o caso das áreas de lazer.

“Criamos recentemente também um projeto que será apresentado pela Adetur Cataratas e Caminhos para a ligação do Parque Nacional do Iguaçu até Cascavel, que é a chamada Pista de Cicloturismo Beira Parque. Entretanto, também há a proposição de ligarmos Itaipulândia a Santa Helena em um outro roteiro”, revela.

Fonte: O Presente

Versão para impressão