Jovens do PIIT realizam ação solidária para ajudar família de Juan Poca

Jovens do PIIT realizam ação solidária para ajudar família de Juan Poca

14h11 - 22/01/2018


Na quinta-feira (18), a comissão se reuniu para definir os detalhes finais da ação. Venda começa na terça-feira (23).

Motivados pelo espírito da solidariedade e dispostos a ajudar o próximo, cinco jovens do Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho (PIIT) propuseram uma atividade extra aos colegas para esse início do ano: uma ação entre amigos. O objetivo é juntar fundos que serão doados à família do cantor mirim iguaçuense Juan Carlos Poca, finalista do The Voice Kids 2017, da Rede Globo. No último dia 8, um incêndio na residência provocou a morte da caçula Dellaine Elisse Cassiano, de 7 anos, e também fez a família perder todos os bens materiais. A casa incendiada fica no bairro Cidade Nova. Oito pessoas moravam no local: três adultos e cinco crianças.

A rifa começa a ser vendida na terça-feira (23) e terá o valor de R$ 5. Para adquirir o seu número, basta procurar o PIIT da sua área. O sorteio acontece no dia 19 de fevereiro e o prêmio será uma cesta mix, recheada de produtos alimentícios e de higiene pessoal. Na quinta-feira (18), os jovens que estão à frente da ação se reuniram para definir os detalhes finais.


Da esquerda para a direita: Evelin, François, Fatima, Lethicia e Julyemylly. Foram eles quem trouxeram a ideia à coordenação do programa.

A ideia da ação partiu dos jovens Evelin Fernanda (MTAA.DF), Fatima Cristina (MTAB.DF), François Wellyngton (SIPP.GG), Julyemylly de Camargo (SOCC.DT) e Lethicia Friederich (ODM.CD). Orientados por seus supervisores, eles procuraram a coordenação do programa que prontamente atendeu ao pedido de ajuda. “No início, pensamos em doar uma parte do nosso salário, mas em conversa vimos que a ação coletiva daria mais certo”, conta Evelin, de 16 anos, que conhece a família de Juan Poca.


Uma Comissão de Ação Solidária foi criada para se pensar atividades como esta. Ao lado de quem trouxe a ideia, ela está junto para ajudar.

Com a venda dos bilhetes, espera-se arrecadar cerca de R$ 7,5 mil. Todo o valor será deixado em uma empresa de materiais de construção, em forma de vale. Assim, a família pode ir até a loja e escolher aquilo que falta para a reconstrução da casa.

O acidente

As causas do incêndio que destruiu toda a casa ainda não foram esclarecidas. Segundo informações preliminares do Corpo de Bombeiros, um curto-circuito pode ter iniciado o fogo que também causou a morte da menina Dellaine. O cantor mirim não estava na casa na hora do acidente - ele mora com uma irmã mais velha. Outra irmã do adolescente, Mellanie Poca, atuou no PIIT entre 2012 e 2014.

Por conta dos jovens


A venda acontecerá de forma interna. Todos são convidados a ajudar, adquirindo bilhetes para o sorteio.

Para que a rifa acontecesse, os jovens contaram com a ajuda da Comissão de Ação Solidária, formada por participantes do próprio programa e que tem por objetivo realizar atividades como essa ao longo do ano. Todo o processo de produção, distribuição e, posteriormente, de recolhimento dos blocos de rifa ficará a cargo dos próprios idealizadores.

Segundo o coordenador do programa, Vinicius Ortiz de Camargo (RHDA.AD), a atitude dos adolescentes, ao identificarem um problema e buscarem uma solução, é algo que deveria ser replicado por todas as pessoas. “É muito importante que a iniciativa parta deles, assim a ação tem outro brilho, além de incentivar outros PIIT’S a darem ideias e participarem mais deste tipo de atividade”, disse.

A comissão é formada, no turno da manhã, pelos jovens Caroline Paulo (ENCA.DT), Andressa Loeblein (RHSM.AD), Aline Ingrid (OCCG.DF), Claudio Eduardo (SESE.AD) e Gabrielly Amaral (RHG.AD). Já a tarde compõem o grupo Adrielli Amadi (CS.GB), Amanda Cardoso (RHGM.AD), Ana Vitoria (SITT.GG), Deuzilandia Kelly (PC.AD), Roberto Barbosa (JDT.JD) e Gabriela Tais Ribeiro (CORI.DF).

Versão para impressão