Itaipu é indicada para coordenar Comitê Estratégico de Segurança da Abrage

Itaipu é indicada para coordenar Comitê Estratégico de Segurança da Abrage

17h45 - 14/12/2017


Encontro aconteceu no Edifício das Águas, no PTI.

O Comitê Estratégico de Segurança em Instalações da Associação Brasileira das Empresas Geradoras de Energia Elétrica (Cesi-Abrage) realizou, no dia 28 de novembro, a sua primeira reunião oficial. O encontro aconteceu no Edifício das Águas, no Parque Tecnológico de Itaipu. Na ocasião, Itaipu foi escolhida, por unanimidade, para coordenar o comitê, por meio da Assessoria de Informações (IN.GB).

Segundo o chefe da IN.GB, Luiz Felipe Kraemer Carbonell, o intuito do comitê é que as empresas associadas à Abrage possam trocar experiências e lições aprendidas na área de proteção empresarial e cibernética. "Itaipu é a empresa que atualmente possui as melhores condições de segurança física e estratégica e o conhecimento mais abrangente sobre segurança de infraestruturas críticas de produção e geração de energia elétrica do Brasil. Tudo isso foi favorável à escolha da empresa como coordenadora do grupo", completou. A criação do Cesi-Abrage partiu de um pedido da binacional.


Diversos representantes da binacional e de outras empresas ligadas à Abrage participaram da reunião.

A programação da reunião contou com uma visita ao Centro de Estudos Avançados em Proteção de Estruturas Estratégicas (Ceape²), afim de os participantes conhecerem os projetos desenvolvidos no local, especialmente os voltados para defesa cibernética. Eles ainda assistiram a uma apresentação do Diretor Técnico do PTI, Cláudio Osako, sobre as oportunidades das empresas associadas à Abrage participarem de projetos de pesquisa e desenvolvimento.

Além da IN.GB, participaram do encontro representantes da Superintendência de Operação (OP.DT), Superintendência de Manutenção (SM.DT), Superintendência de Segurança Empresarial (SE.AD), Copel, Chesf, CTG Brasil, Tijoá, Santo Antônio Energia, Hidrelétrica Teles Pires e AES Tietê.

O JIE publicou

A pedido da Itaipu, Abrage deverá contar com comitê de segurança estratégica

 

Versão para impressão