Fim do Horário Brasileiro de Verão altera entradas e saídas da jornada de trabalho

Fim do Horário Brasileiro de Verão altera entradas e saídas da jornada de trabalho

17h50 - 15/02/2018


Não se esqueça de atrasar o relógio em uma hora às 0h de domingo (18), retornando o horário para as 23h de sábado (17). Imagem: Freepik  

Os colegas que trabalham na margem esquerda da Itaipu devem ficar atentos: às 0h deste domingo (18) termina o Horário Brasileiro de Verão. Além do atraso em uma hora nos relógios das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a jornada de trabalho em diversos pontos da empresa sofrerá alterações, conforme o boletim RH - Informa, emitido pela Superintendência de Recursos Humanos (RH.AD) na tarde desta quinta-feira (15).

Para os empregados lotados na Central Hidrelétrica Itaipu (CHI/BR), Área Industrial, Centro de Recepção de Visitantes (CRV), Biblioteca, Ecomuseu e Refugio Biológico Bela Vista (RBV), a nova jornada será praticada das 7h às 11h30 e das 13h30 às 17h, horário de Brasília (além da atual prática do horário móvel). Isso significa que os empregados registrarão o cartão ponto 30 minutos mais cedo que o horário atual. A jornada diferenciada será praticada em ambas as margens até o dia 24 de março, quando se encerra o Horário Paraguaio de Verão.

Os relógios-ponto do Centro Executivo e escritórios de Curitiba, Brasília e São Paulo serão atrasados em uma hora, mas a jornada padrão não muda, mantendo-se das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30 (além da atual prática do horário móvel).

Fim definitivo do Horário Brasileiro de Verão

Em 2017, o Governo Federal chegou a avaliar o fim definitivo do Horário Brasileiro de Verão, depois que um estudo do Ministério de Minas e Energia indicou que o programa vem perdendo a efetividade, porém, o presidente Michel Temer editou um decreto que reduz a duração do horário. Assim, em 2018, ele começará em 4 de novembro, um fim de semana após o segundo turno das eleições, marcado para 28 de outubro.

Versão para impressão