Fórum reúne autoridades para debater o desenvolvimento do Oeste do PR, nesta quarta (11)

Fórum reúne autoridades para debater o desenvolvimento do Oeste do PR, nesta quarta (11)

11h31 - 10/10/2017

O Fórum de Desenvolvimento Econômico do Território Oeste do Paraná reunirá, nesta quarta-feira (11), às 18h30, no Centro Popular Cultural Arandurá (CPC), em Medianeira, cerca 300 lideranças regionais e estaduais, entre empresários, presidentes de cooperativas, professores, deputados e prefeitos dos 54 municípios da região. A vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti; o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Pepe Richa; e o secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Norberto Anacleto Ortigara, já confirmaram presença no evento. 

O Fórum é o ambiente de debate e deliberação das diretrizes estratégicas do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) – constituído por instituições públicas e privadas presentes no território e com interesse no desenvolvimento da região. A Itaipu é uma das principais apoiadoras do POD.

“Para nós, é de extrema importância a presença da vice-governadora e dos secretários, pois precisamos do apoio do Governo Estadual em todas as nossas demandas, sobretudo para melhorar a infraestrutura, a logística e a sanidade animal da nossa região”, disse o presidente do POD, Danilo Vendruscolo. 

Ferrovia 

A melhoria da infraestrutura e da logística regional será um dos temas principais do Fórum. Durante uma consulta pública, em Cascavel, a secretaria de Infraestrutura e Logística anunciou que até o fim de outubro lançará o edital do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para selecionar a empresa que fará o estudo de ampliação da Estrada de Ferro do Oeste (Ferroeste), que contemplará o projeto de construção de linhas entre Guarapuava e o Porto de Paranaguá, a revitalização e a extensão de um ramal de Cascavel a Dourados, no Mato Grosso do Sul (MS). O levantamento deve estar concluído até outubro de 2018 e não pode custar mais que R$ 25 milhões. 

“O Oeste precisa de mais opções de modais para escoar a produção e, assim, ser competitivo. Acreditamos que a ampliação da ferrovia trará um grande salto para o Paraná. Um novo ciclo de desenvolvimento”, afirmou Nereu Procopiak, assessor da Diretoria de Coordenação da Itaipu. 

Também fará parte da pauta a necessidade de ativar os Conselhos de Sanidade Animal nos 54 municípios da região para que façam um controle sanitário mais rigoroso, pois em 2018 o Paraná deixará de vacinar o rebanho contra Febre Aftosa. A produção, a distribuição e a qualidade da energia que chega à zona rural também serão debatidas. 

Programação 

Durante o Fórum, ocorrerá a assinatura simbólica dos sete projetos selecionados pelo POD para receber um aporte de até R$ 50 mil para serem colocados em prática. Um deles é a criação do Centro de Inovação Tecnológica no município de Assis Chateaubriand (CitAC), com foco em soluções de software, sistemas embarcados e robótica. Inicialmente o centro beneficiará 16 pesquisadores e oito empresas. 

O POD também fará o lançamento oficial do 1º Prêmio Regional de Inovação – Inova Oeste. O objetivo é fomentar a inovação no território, incentivando a pesquisa e o uso de fazendo com que as indústrias deixem de contratar tecnologia de outras regiões quando há no Oeste do PR equipes capacitadas para atender às demandas. 

O Fórum é aberto ao público em geral e as inscrições podem ser feitas pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfBZAd1N3BE-HO7fCR_qWZxXp2qM3m8Y3WFJhd9nh9mBq9ZKg/viewform 

POD 

Lançado em 2014, o POD é uma iniciativa que reúne mais de 60 instituições públicas e privadas. Entre elas estão a Itaipu Binacional, o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), o Sebrae/PR, o Sistema Cooperativo, a Caciopar, a Amop, a Emater, a Fiep, além de cooperativas e instituições de ensino superior. 

O programa tem como objetivo promover o desenvolvimento econômico sustentável dos 54 municípios do Oeste do Paraná por meio de ações integradas e com foco nas potencialidades regionais.

Toda a ação tem como base as sete cadeias produtivas do território, também chamadas de exportadoras, pois recebem recursos e investimentos de outras regiões brasileiras e até do exterior. São elas: Cadeia de Frango, Cadeia do Leite, Cadeia de Suíno, Cadeia de Pescado, Cadeia de Grãos, Indústria Metalmecânica e Turismo. 

Mais informações pelo site do Programa: www.oesteemdesenvolvimento.com.br.

Versão para impressão