Ex-ministro de Infraestrutura Ozires Silva fará palestra no Show Rural

Ex-ministro de Infraestrutura Ozires Silva fará palestra no Show Rural

10h56 - 18/01/2018

Ozires Silva, considerado um dos maiores empreendedores do Brasil. 

O ex-ministro de Infraestrutura e das Comunicações, Ozires Silva, fará uma palestra sobre inovação e desenvolvimento tecnológico no dia 5 de fevereiro, às 15h, no Show Rural Coopavel, em Cascavel. O bate-papo com ex-ministro, que foi presidente e co-fundador da Embraer, faz parte das atividades do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), que promoverá uma série de palestras, apresentações e bate-papos durante todo o Show.

O POD é constituído por instituições presentes no Oeste do Paraná, com interesse no desenvolvimento do território. A Itaipu Binacional é uma delas.

A programação foi definida durante a reunião de Coordenação do Programa, na sede da Frimesa, em Medianeira, nessa terça-feira (16). As atividades serão desenvolvidas no próprio estande do POD, que participa do evento pela segunda vez. O Show Rural Coopavel 2018 ocorrerá nos dias 5 a 9 de fevereiro, no Parque Show Rural Coopavel, em Cascavel. 

Palestras organizadas pelo POD foram bastante concorridas na edição de 2017 do Show Rural. 

Outra ação do Programa será a apresentação do Plano Energético Regional, que está sendo elaborado com apoio da Itaipu Binacional, Centro Internacional de Energias Renováveis-Biogás (CIBiogás) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A proposta é debater a demanda e a oferta de energia no Oeste do Paraná.

“O Show Rural reúne lideranças e autoridades de todo o Estado e, principalmente, os produtores da região. É uma boa oportunidade para apresentarmos o que o POD vem fazendo e nos colocarmos à disposição dos produtores”, afirma o assessor especial do diretor de Coordenação da Itaipu, Nereu Procopiak.

Parcerias

Também estão previstas, para a semana do Show Rural, as assinaturas de dois termos de cooperação. Um deles será com a Federação de Plantio Direto, para aplicação, no Oeste paranaense, do software do Índice de Qualidade Participativo do Sistema Plantio Direto (IQP). O plantio direto é uma prática de conservação do solo muito utilizada na região, onde mais de 90% dos produtores evitam o uso de máquinas para arar a terra. A ferramenta ajudará a avaliar a qualidade do plantio, melhorar as técnicas e corrigir problemas, aumentando a produtividade e a renda dos agricultores.

Agenda deste ano foi definida em reunião na terça-feira (16). 

Outro acordo será firmado entre a Itaipu Binacional, instituições e empresas da região com a Câmara Técnica do Peixe, para desenvolver um programa de melhoramento genético da tilápia. Essa foi uma das demandas da cadeia mapeada pela câmara técnica.

Temas prioritários

O presidente do Programa Oeste em Desenvolvimento, Danilo Vendruscolo, destacou que todas as ações do POD durante o Show Rural seguem as definições do Fórum de Desenvolvimento Econômico do Território, realizado em outubro.

“Esse ano, as principais bandeiras defendidas pelo Programa e consideradas essenciais para o crescimento sustentável da região serão a ampliação da ferrovia, a construção do aeroporto regional, a conquista do status de Área Livre de Aftosa Sem Vacinação e melhoria da qualidade da energia que chega na zona rural”, diz.

Danilo destaca que alguns desses temas estão bastante adiantados, mas outros ainda exigem um pouco mais de atenção. A iniciativa privada, por exemplo, já aportou um recurso de R$ 4 milhões para auxiliar o Governo do Estado nas campanhas e adequações sanitárias para que o Paraná torne-se área livre de aftosa sem vacinação. A última vacinação do rebanho está prevista para maio. 

Na área de logística também houve avanço. O Governador Beto Richa lançou, em novembro, um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para construção de um trecho de mil quilômetros da estrada de ferro Paraná Oeste, ligando Paranaguá a Dourados, no Mato Grosso do Sul. O objetivo da nova linha férrea é facilitar o escoamento da produção agrícola do Oeste paranaense e do Centro-Oeste brasileiro pelo Porto de Paranaguá. A obra deve custar R$ 10 milhões.

O JIE publicou:

Show Rural será vitrine para Itaipu mostrar atuação ampliada

Versão para impressão