Evento no Ecomuseu de Itaipu aborda valor dos recursos oferecidos pela natureza

Evento no Ecomuseu de Itaipu aborda valor dos recursos oferecidos pela natureza

17h40 - 09/10/2017

Se a natureza cobrasse pelos recursos oferecidos por ela, quanto deveria ser pago pelo uso do solo, pela provisão da água ou pela captura de poluentes no ar? Para debater o valor do capital natural, representantes da Itaipu Binacional, do Ministério do Meio Ambiente (MMA), da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pesquisadores de diversas instituições, participam de um evento sobre o tema no Ecomuseu de Itaipu, nesta terça-feira (10).

Organizado pela Diretoria de Coordenação de Itaipu, o “Seminário Serviços Ecossistêmicos e Valoração” será no Espaço Educativo do Ecomuseu, das 8h30 às 17h30. A abertura oficial do evento está prevista para as 9h. Para ver a programação completa, clique aqui.

A “valoração de serviços ecossistêmicos” consiste em um conjunto de métodos utilizados para atribuir valor de um bem ou de um serviço provido pelo meio ambiente.

“A valoração monetária para serviços ambientais e a compreensão das relações que envolvem o capital natural fortalecem a agenda voltada para a gestão ambiental e oferecem subsídios para ações estratégicas, táticas e operacionais, tendo em vista a preservação dos recursos ambientais”, afirmou Fabricio Baron Mussi, do Departamento de Reservatório e Áreas Protegidas de Itaipu (MAR.CD), da Superintendência de Gestão Ambiental (MA.CD). “No caso das hidrelétricas, nos referimos a nossa principal matéria prima: a água”, completou.

Segundo a organização, a ideia é que o seminário “promova a incorporação do tema e de seus conceitos fundamentais como importante ferramenta para as tomadas de decisões e avaliações de riscos pelas empresas na manutenção do seu negócio”.

"Pretendemos disseminar o conhecimento e promover debates sobre o tema tanto com os gestores ambientais regionais quanto com os técnicos de Itaipu, considerando que o assunto ainda foi pouco divulgado na esfera regional, e é de extrema relevância para a manutenção dos serviços ecossistêmicos", completou Mussi.

Programação

O diretor do Departamento de Conservação de Ecossistemas do Ministério do Meio Ambiente, Carlos Alberto de Mattos Scaramuzza, é um dos palestrantes do encontro. Ele falará às 16h45 sobre o Guia para Formulação de Políticas Públicas Estaduais e Municipais de Pagamento por Serviços Ambientais. A publicação será lançada na região durante o evento.

Entre os convidados previstos, ainda, o coordenador de Estratégias de Conservação do Grupo Boticário, Guilherme Zaniolo Karam, e a gestora da iniciativa Tendências em Serviços Ecossistêmicos da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Natalia Lutti Hummel. Também estão contempladas as apresentações do superintendente de Gestão Ambiental de Itaipu, Ariel Scheffer da Silva, e de representantes Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), e do Instituto Terra de Preservação Ambiental (ITPA).

Versão para impressão