Delegação de Itaipu se reúne com diretora geral da Unesco, em Paris

Delegação de Itaipu se reúne com diretora geral da Unesco, em Paris

16h45 - 16/06/2017


Irina Bokova recebe os diretores da Itaipu, em Paris.

A Itaipu teve a última agenda em Paris com a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Irina Bokova, na quinta-feira (15). A binacional mantém várias parcerias com a ONU voltadas à proteção da água, educação, ações ambientais e combate à fome. Participaram do encontro o diretor-geral brasileiro, Luiz Fernando Vianna, o paraguaio, James Spalding, e o diretor de Coordenação executivo, Pedro Domaniczky.

Hoje, a Itaipu Binacional coopera em projetos com as três agências da Organização das Nações Unidas (ONU) – a Unesco, a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (Unido) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). 

Vianna afirmou para Irina Bokova que Itaipu continuará mantendo as parcerias de sucesso com a Unesco. A Itaipu, que atende 15% do consumo de energia do mercado brasileiro e 76% do Paraguai, conta com um amplo programa ambiental para a região onde está localizada. A empresa está alinhada aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Nesta semana, o lado paraguaio da usina foi integrado à rede mundial de reserva de biosfera. A diretora elogiou a integração.


Luiz Fernando Vianna e Pedro Domaniczky conversam com Irina Bokova.

Essa é a primeira vez que Itaipu tem um encontro com a diretora-geral da Unesco depois da visita dela à empresa, no ano passado. Em junho de 2016, Irina Bokova esteve na usina e defendeu a energia como estratégia central na luta contra a pobreza e a proteção do meio ambiente. Ela disse que a nova agenda 20-30 para o desenvolvimento sustentável [da Organização das Nações Unidas] estabeleceu o objetivo de garantir o acesso a uma energia acessível, segura, sustentável e moderna para todos, assim como adotar medidas urgentes para combater as mudanças climáticas e seus efeitos.

Irina Bokova esteve na região para assinatura do termo para elevar o Centro Internacional de Hidroinformática (CIH) como instituição de categoria 2 dentro do Programa Hidrológico Internacional (PHI) da Unesco. Na ocasião, a diretora-geral elogiou o esforço de Itaipu por “transformar em realidade essa aventura e apoiar um programa tão emblemático para erradicar a pobreza, para o desenvolvimento e, eu diria, promover a paz”.


Spalding e Vianna durante visita à diretora-geral da Unesco.

Versão para impressão