Comunidade acadêmica mobiliza-se para recepcionar calouros

Comunidade acadêmica mobiliza-se para recepcionar calouros

09h11 - 09/02/2018

Fonte: Unila

A matrícula presencial dos calouros brasileiros, da chamada do Sisu, será entre os dias 19 e 21 de fevereiro, e os ingressantes estrangeiros matriculam-se de 27 de fevereiro a 2 de março. Parte desses novos discentes – sobretudo os que não residem em Foz do Iguaçu - tem buscado informações com os acadêmicos veteranos antes de desembarcar na cidade. Nesse contexto, estudantes da Unila têm se mobilizado para apoiar os calouros com informações sobre os cursos da Unila, sobre a cidade, hospedagem solidária, repúblicas e matrícula. A comunidade acadêmica também mobiliza-se com a preparação da semana dos calouros, oficinas e promoção de projetos de acolhimento aos ingressantes.

Um desses projetos de acolhimento, escolhido por meio de um edital, está sendo coordenado pela estudante de Arquitetura e Urbanismo Nicole Garay. A partir da experiência de trabalho em imobiliárias, no Chile, a discente decidiu repassar esses conhecimentos aos ingressantes que buscam alugar imóvel pela primeira vez. “Minha ideia é organizar ofertas de aluguel de propriedades, nas quais estejam claras as condições de pagamento. Para isso, criamos um site onde pode ser encontrada oferta de aluguéis, além de assessoria para assinatura e tradução de contratos”, explica. 

Nessa mesma página, a acadêmica está organizando uma lista de estudantes veteranos que estão disponibilizando hospedagem solidária – cada caso, com ofertas específicas em relação ao período e condições dos anfitriões. As vagas dessas hospedagens também estão sendo publicadas nas mídias sociais. “Além disso, minha ideia é trabalhar com estudantes de Arquitetura para oferecer assessoria técnica de melhorias dentro das repúblicas dos estudantes. Também pretendo, por meio da extensão, trabalhar com conhecimentos dos estudantes de Arquitetura e DRUSA (curso de Desenvolvimento Rural e Segurança Alimentar), para realizar hortas nas casas e ajudar na economia do estudante”, aponta Nicole. 

Mobilização e informações

Organizar e trocar informações que esclareçam dúvidas dos ingressantes é outra ação promovida pelos  discentes, para que os calouros tenham condições de avaliar fatores que possam interferir na permanência na Universidade. O projeto, intitulado “Abraço Capivara”, é coordenado pelo estudante de Engenharia Civil de Infraestrutura Fernando Calegari, que já desenvolve voluntariamente, desde 2012, um trabalho de apoio aos calouros. “Esse projeto consiste em elaborar mecanismos que auxiliam na decisão de vir até a Unila fazer a matrícula e que possam amenizar os problemas enfrentados no começo, com relação à avaliação dos custos na cidade, locação de imóveis e localização em Foz do Iguaçu”, explica o acadêmico.

Ele criou a página Mobilização Estudantil e outras páginas nas mídias sociais, onde concentra informações que possam ajudar os calouros - a exemplo de lista de estudantes veteranos dispostos a realizar matrícula por procuração. Outra informação útil aos ingressantes é o de anúncio de aluguel de imóveis e vagas em repúblicas já existentes e nas que ainda serão montadas. 

Bem-vindos

As boas-vindas dos estudantes veteranos também trazem uma preocupação com a saúde dos discentes que chegam. Outro projeto, aprovado via edital relacionado a acolhimento, foi o da estudante de Medicina da Unila Caroline Sousa, intitulado “Bem-vindos”.  A proposta busca, entre outras ações, esclarecer aos novos estudantes sobre os procedimentos em relação ao Sistema Único de Saúde (SUS), que pode ser acionado em caso de emergência.

“Um dos objetivos específicos é proporcionar oficinas para conhecer o SUS, falar sobre o RCP (reanimação cardiorrespiratória) e sobre a importância de um socorro adequado no caso de acidentes”, propõe a acadêmica. Essa ação segue a linha de esclarecimentos sobre saúde e prevenção que estudantes de Medicina da Unila têm levado à comunidade em ações de extensão. O projeto da veterana também traz outra abordagem de saúde, que inclui levar os calouros para conhecer espaços da cidade, para que possam, além dos estudos, incorporar o lazer à vida acadêmica.

Acolhimento e tutoria

Com o ingresso de novos estudantes, a comunidade acadêmica também mobiliza-se por meio da Semana de Acolhimento Estudantil, evento que acontece entre os dias 5 e 10 de março. Na ocasião, além da recepção por parte dos Institutos, acontece uma mesa-redonda com objetivo de prestar esclarecimentos sobre os serviços que a Unila oferta para o bem-estar do estudante, bem como a apresentação do Ciclo Comum – composto pelos eixos "Línguas, Epistemologia e Metodologia" e "Fundamentos da América Latina". Na Semana, também haverá apresentação dos serviços públicos do município de Foz do Iguaçu, uma aula inaugural no dia 8 e atividades organizadas pelos estudantes. Confira aqui a programação.

Aos ingressantes, também serão ofertadas oficinas autogestionadas de acolhimento. Foi aberto edital de chamada pública para que estudantes, técnicos ou professores realizem oficinas que possam contribuir para a adaptação e integração dos estudantes, aproximando-os da comunidade acadêmica e da comunidade da região onde está localizada a Unila.

Os calouros de outros países podem ainda participar do Programa de Acolhimento aos Ingressantes Estrangeiros, no qual recebem tutoria dos estudantes veteranos. Essa rede de apoio já acontece informalmente entre os acadêmicos e, neste primeiro semestre, terá um facilitador - no que tange à apresentação e troca de contatos entre os estudantes - por meio do Programa, que é coordenado pelas pró-reitorias de Assistência Estudantil (PRAE) e de Relações Institucionais e Internacionais (PROINT). A proposta é estimular um ambiente de integração para os estudantes estrangeiros que chegam a Foz do Iguaçu e diminuir as dificuldades que eles possam ter com questões burocráticas, psicológicas, acadêmicas e de ambientação à cidade e à Universidade. No total, 160 estudantes veteranos se disponibilizaram, voluntariamente, para serem tutores. Para receber a tutoria, os ingressantes estrangeiros devem preencher o formulário que pode ser acessado neste link.

Versão para impressão